Blogue

Memórias de outros tempos

Ainda continuo a trazer livros da casa da minha mãe. O último foi um da Alice Vieira, cujos livros costumava gostar bastante. Lembram-se daqueles cartões que vinham dentro dos livros para mandarmos vir livros ou aderir a clubes? A Lua Não Está à Venda trazia um cartão para aderir ao Clube Caminho Fantástico, que eu preenchi mas não enviei. Contém aquela que provavelmente foi a primeira opinião (mini) que escrevi. Achei que era giro mostrar :)

Ler mais +

Escrever opiniões

Penso que comecei a escrever pequenos textos sobre o que lia como forma de guardar para a posteridade alguns dos sentimentos que determinado livro me suscitava. Fazê-lo publicamente aconteceu não porque achasse que aquilo que escrevia tivesse grande mérito a nível estilístico, mas porque julgava sinceramente que aquelas pequenas dissertações poderiam ajudar alguém. Porque quando queria saber mais sobre um livro, era a opiniões de terceiros que recorria.

Ler mais +

Comprar livros – o que mudou

Achei que seria interessante para mim e curioso para vocês tentar perceber os motivos pelos quais a minha vontade de comprar novos livros se reduziu a mínimos históricos. Eis as conclusões a que cheguei:

Ler mais +

Ler na era da Internet

É um tema sobre o qual penso muitas vezes, a forma como a Internet tem influenciado o que leio e como leio. A leitora que sou hoje não tem nada a ver com a que era antes de começar a utilizar a Internet de modo mais intensivo e isso tem muitas e variadas ramificações.

Ler mais +