Home / Novidades / Novidade Livros do Brasil | O Homem Revoltado, de Albert Camus

Novidade Livros do Brasil | O Homem Revoltado, de Albert Camus

Título: O Homem Revoltado
Autores: Albert Camus
Pág.: 328
Data de Lançamento: 12.09.2019
Comprar: Wook | Bertrand (links afiliados)

Obra eloquente, apaixonada e polémica, O Homem Revoltado, de Albert Camus, regressou às livrarias a 12 de setembro, agora com uma nova tradução por Maria Etelvina Santos. Escrito por um dos mais influentes pensadores do século XX, este ensaio abalou o panorama cultural francês assim que foi revelado em 1951 e, duramente criticado por Jean-Paul Sartre, acabaria com a amizade entre os dois autores. O Homem Revoltado centra-se em dois conceitos-chave na obra de Albert Camus: o absurdo e a revolta. O impulso para a revolução é, para o autor, uma das dimensões essenciais do ser humano, expressa não só a nível individual, na constante luta do homem com a sua existência, mas também coletivo, nas sucessivas rebeliões populares contra a ordem instituída. Contudo, e pondo-se do lado da liberdade humana e da defesa da dignidade, o autor faz um apelo à reflexão – sobre as consequências da revolta, sobre os riscos da tirania, sobre as lições que se impõem no pós-Segunda Guerra Mundial.

Sobre o autor: Albert Camus nasceu em Mondovi, na Argélia, a 7 de novembro de 1913. Licenciado em Filosofia, participou na Resistência francesa durante a Segunda Guerra Mundial e foi então um dos fundadores do jornal de esquerda Combat. Em 1957 foi consagrado com o Prémio Nobel da Literatura pelo conjunto de uma obra que o afirmou como um dos grandes pensadores do século XX. Dos seus títulos ensaísticos destacam-se O Mito de Sísifo (1942) e O Homem Revoltado (1951); na ficção, são incontornáveis O Estrangeiro (1942), A Peste (1947) e A Queda (1956). A 4 de janeiro de 1960, Camus morreu num acidente de viação perto de Sens. Na sua mala levava inacabado o manuscrito de O Primeiro Homem, texto autobiográfico que viria a ser publicado em 1994.


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.