Home / Novidades / Novidade Quetzal | Um Inverno, Sete Sepulturas, de Christoffer Petersen

Novidade Quetzal | Um Inverno, Sete Sepulturas, de Christoffer Petersen

Título: Um Inverno, Sete Sepulturas
Autor: Christoffer Petersen
Pág.: 288
Data de Lançamento: 19.07.2019
Comprar: Wook | Bertrand (links afiliados)

A maior e mais glaciar ilha do mundo tem apenas 56 mil habitantes, poucas vias de comunicação e é o cenário ideal para os crimes policiais nórdicos. Assim acredita o escritor que dá pelo pseudónimo de Christoffer Petersen, que se mudou durante sete anos para a Gronelândia, e se estreia agora em Portugal com o livro Um Inverno, Sete Sepulturas, o romance que nos introduz ao agente David Maratse enquanto personagem principal de uma série destas histórias. Afinal, como diz Chistoffer Petersen, «quando a noite do Ártico dura quatro meses, o crime não conhece a sombra». Na remota comunidade de Inussuk, no final de cada verão, são cavadas sete sepulturas antes que o solo congele. À medida que o inverno se aproxima, a questão que se coloca é se serão em número suficiente. Neste primeiro livro, David Maratse, prematuramente reformado, pretende levar uma vida calma, enquanto caça, pesca e observa as baleias e os icebergs no fiorde. Mas quando, durante a pesca, encontra o corpo da filha desaparecida da primeira-ministra Nivi Winther, torna-se o principal suspeito e, em simultâneo, o investigador do homicídio mais célebre da Gronelândia. Traduzido para português por Vasco Teles Menezes, Um Inverno, Sete Sepulturas chega a 19 de julho às livrarias.

Sobre o autor: Christoffer Petersen é o pseudónimo de um autor que vive no sul da Dinamarca. Chris cresceu a ler as histórias de Jack London e a devorar qualquer livro que tivesse o Ártico e trenós de cães. Em 2006, convenceu a mulher, dinamarquesa, a mudarem-se para a Gronelândia. Chris deu aulas e começou a escrever histórias ambientadas nessas paragens remotas. Ao todo passou sete anos nesta região do Ártico, a aprender tudo sobre a cultura gronelandesa, que considera uma das mais interessantes do Mundo.


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.