Home / 3/5 / Opinião: Ontem à Noite | Catherine O’Connell

Opinião: Ontem à Noite | Catherine O’Connell

Autor: Catherine O’Connell
Título Original:
The Last Night Out (2018)
Editora: Planeta
Páginas: 336
ISBN: 9789897772078
Tradutor: Mário Dias Correia
Origem: Recebido para crítica
Comprar: Wook | Bertrand (links afiliados)

Sinopse: Seis amigas. Uma noiva. Um assassínio. Demasiados segredos. Maggie Trueheart vai casar com o homem dos seus sonhos. Ansiosa por uma última noite selvagem antes do grande dia, reúne as amigas mais próximas para a grande despedida de solteira. Mas as coisas correm mal, horrivelmente mal. Quando o corpo de Angie é descoberto no parque na manhã seguinte, a noite que era para ser inesquecível transforma-se num pesadelo que só desejam esquecer. Sob o escrutínio intenso da polícia, até onde Maggie e as amigas irão para manter os seus segredos chocantes sem serem revelados. Até proteger um assassino?

Opinião: Um grupo de amigas junta-se para a despedida de solteira de uma delas, que irá casar dali a duas semanas. Maggie e as suas amigas conhecem-se desde a escola e, desde então, têm mantido a sua amizade, apesar de todos os altos e baixos e de algumas naturais preferências pessoais entre elas. Contudo, a noite de despedida de solteira de Maggie acaba por tomar um rumo inesperado quando, na manhã seguinte, uma das amigas é encontrada morta num parque da cidade. E como se isto não bastasse, Maggie acorda nesse dia na cama ao lado de um desconhecido. O que terá realmente acontecido?

Catherine O’Connell apresenta-nos estes factos no início do livro e, depois disso, vai mostrando ao leitor mais factos sobre as seis amigas, através de recuos ao passado recente e distante. O livro vive muito das coisas que vão sendo reveladas sobre o seu passado e sobre o impacto que aquelas podem ter tido no rumo dos acontecimentos, jogando constantemente com a perceção do leitor face àquilo que as personagens são e até onde poderão ir. 

Apesar de termos um crime apresentado como ponto central do enredo, às tantas tive a sensação que este elemento da história foi relegado para segundo plano, em prol do desenvolvimento das personagens e da história entre elas. De início, confesso que tive alguma dificuldade em seguir quem era quem, o que me levou a iniciar o livro duas vezes, mas depois de colocadas as peças no devido lugar, foi difícil pousar o livro devido à curiosidade de saber qual o desfecho da história. Não houve nenhuma personagem com a qual tivesse simpatizado particularmente,  o que não contribui muito para que me tivesse sentido muito ligada à história, mas a verdade é que cheguei ao fim e fui surpreendida com o final que a autora deu à sua história.

Em suma, Ontem à Noite é um livro que se lê bastante depressa, conseguindo cumprir o seu objetivo de entreter o leitor com uma história intrigante q.b. que termina de forma pouco previsível. Não será o melhor thriller que já li, mas sem dúvida que deixa a curiosidade para futuras publicações desta autora.

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.