Home / 3/5 / Opinião: Uma Gaiola de Ouro | Camilla Läckberg

Opinião: Uma Gaiola de Ouro | Camilla Läckberg

Autor: Camilla Läckberg
Título Original:
En bur av guld (2019)
Editora: Suma de Letras
Páginas: 408
ISBN: 9789896657420
Tradutor: Elin Baginha
Origem: Recebido para crítica
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: Aparentemente, Faye parece ter tudo. Um marido perfeito, uma filha que muito ama e um apartamento de luxo na melhor zona de Estocolmo. No entanto, algumas memórias sombrias da sua infância em Fjällbacka assombram-na e ela sente-se cada vez mais como se estivesse presa numa gaiola de ouro. Antes de desistir de tudo pelo marido, Jack, era uma mulher forte e ambiciosa. Quando ele a engana, o mundo de Faye desmorona-se e ela tudo perde, ficando completamente devastada. É então que decide retaliar e levar a cabo uma cruel vingança… Uma Gaiola de Ouro é um romance destemido sobre uma mulher que foi usada e traída, até tomar conta do próprio destino.

Opinião: Camilla Läckberg é uma das escritoras suecas de maior sucesso, tendo conquistado os seus leitores com a série policial Fjällbacka, da qual já li o primeiro livro. Uma Gaiola de Ouro é o primeiro livro de ficção para adultos que publica fora dessa série e prometia, segundo as palavras da autora, ser “um tributo às mulheres que se defendem“.

O cenário desta história é a alta sociedade sueca, onde Faye e o marido se movem; ele é um empresário de grande sucesso e ela a esposa-troféu. Apesar de no início da formação da empresa que permitiu aos dois enriquecerem Faye ter desempenhado um papel fundamental, acabou por ficar relegada ao papel de mãe e dona de casa. Faye parece relativamente acomodada, mas começa a martirizar-se por alguns quilos a mais e também porque o marido parece ter perdido qualquer interesse que tivesse por ela enquanto mulher. Não é por isso grande surpresa quando descobrimos que Jack segue o caminho de tantos outros homens, e trai a esposa com uma mulher mais nova.

Este é o ponto de viragem na vida de Faye; a humilhação que sente é o motor do plano que decide levar a cabo e que passa por se vingar do ex-marido, mesmo que para isso tenha de recorrer a expedientes moralmente duvidosos. E é aqui que reside o meu principal problema com este livro. Sou muito sensível à questão do feminismo e gosto de acompanhar o que se vai fazendo e dizendo a este respeito; acho que é importante falar e partilhar experiências, bem como discutir formas de trazer à ribalta a enorme capacidade das mulheres em todos os quadrantes da sociedade. Não vejo na vingança uma ferramenta de obter felicidade, seja qual for a desgraça que se abateu sobre nós. Eu sei que aqui se trata de ficção, com objetivo de entreter – no que este livro é bastante bom, diga-se de passagem – mas não concordo com a forma como retrata a forma de dar a volta por cima, por assim dizer.

Apesar destas minhas reticências com a mensagem que transmite, a verdade é que li Uma Gaiola de Ouro com bastante rapidez e com vontade de saber como iria acabar esta história. O livro abre com um acontecimento bastante chocante, que é seguido por toda a história que o antecedeu. No final, a autora consegue dar ao livro uma reviravolta interessante e inesperada. Por isso, e ainda que não seja particularmente fã da parte deste livro que pretende ser um “tributo às mulheres que se defendem“, os elementos de thriller e a leitura compulsiva acabaram por me agradar.

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.