Home / Novidades / Novidade Temas e Debates | Há Laranjeiras em Atenas, de Leonor Xavier

Novidade Temas e Debates | Há Laranjeiras em Atenas, de Leonor Xavier

Título: Há Laranjeiras em Atenas
Autor: Leonor Xavier
Pág.: 224
Data de Lançamento: 05.04.2018
Comprar aqui (link afiliado)

Há Laranjeiras em Atenas é o mais recente livro da jornalista e escritora Leonor Xavier, que chegou às livrarias a 5 de abril.

«Começou como divertimento, passou a narrativa de viagens, transformou-se em livro de memórias. Ou melhor dizendo, em exercício de memórias. Na fase de revisão de vida em que me encontro, fui separando papéis, arrumando livros, rasgando recortes de jornais, blocos, cadernos. Apliquei-me a destruir inutilidades, numa azáfama de matéria dada, pedaços de papel sem destino de futuro a não ser a reciclagem, para bem do ambiente, louvado seja. Mas prestei atenção e guardei o registo de pequenas histórias que fui descobrindo em todo o tipo de papéis que escrevi à mão, desalinhados, soltos, à toa. Tenho casos de picardia, de louvor, de maledicência, contados de viva voz, em salas de estar ou à roda de mesas de jantar. Tenho frases expressivas, comentários de circunstâncias que em variadas ocasiões ouvi e anotei, neste meu desejo de não esquecer, nesta minha curiosidade sobre maneiras de ser e entender o mundo».

É assim que começa este livro simples e belo, uma verdadeira manta de retalhos que propõe uma viagem, «uma aventura da descoberta», da qual «não se sabe qual é o caminho nem o fim». Acasos, circunstâncias, episódios, figuras, momentos de riso ou de desgosto, impressões de uma vida cheia: eis a matéria-prima de que Leonor Xavier se serve para nos dar um livro de «viagens por dentro da alma» onde se misturam passado e presente, escrito na primeira pessoa do singular.

Sobre a autora: Jornalista e escritora, nasceu em Lisboa, tendo vivido no Brasil entre 1975 e 1987. Correspondente do Diário de Notícias no Rio de Janeiro, completou a sua formação em Filologia Românica pela Universidade de Lisboa. Iniciou-se no romance com Ponte-Aérea, seguindo-se O Ano da Travessia e Botafogo. Biógrafa de Maria Barroso e de Raul Solnado, é autora do livro de crónicas Colorido a Preto e Branco, da autobiografia Casas Contadas (Prémio Máxima de Literatura 2010), da narrativa Uma Viagem das Arábias, dos livros de entrevistas Peregrinação e Portugueses do Brasil & Brasileiros de Portugal. Na Temas e Debates publicou Portugal -Tempo de Paixão, Doze Mulheres e Um Almoço de Natal e Passageiro Clandestino (Prémio Frei Bernardo Domingues 2016).


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.