Home / Novidades / Novidade Caminho | Os Dois Irmãos, de Germano Almeida

Novidade Caminho | Os Dois Irmãos, de Germano Almeida

Título: Os Dois Irmãos
Autor: Germano Almeida
Pág.: 256
Data de Lançamento: 26.02.2019
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: A guerra chegou a casa. Há quarenta anos que Art Keller está na primeira linha de fogo do conflito mais longo da história dos EUA: A guerra contra a droga. A sua obsessão por derrotar o chefe mais poderoso, mais rico e mais letal do mundo — o líder do cartel de Sinaloa, Adán Barrera — causou-lhe cicatrizes físicas e mentais, teve de se despedir de pessoas que amava e até perdeu parte da sua alma. Agora, Keller é o diretor da DEA e descobre que, ao destruir o monstro, surgiram outros trinta que estão a causar ainda mais caos e destruição no seu amado México. Porém, isso não é tudo. O legado de Barrera é uma epidemia de heroína que está a assolar os EUA. Keller atira-se de cabeça para travar este fluxo mortal, mas encontrar-se-á rodeado de inimigos — pessoas que querem matá-lo, políticos que querem destruí-lo e ainda pior: Uma nova administração que está envolvida com os traficantes de droga que Keller quer destruir. Art Keller está em guerra não só com os cartéis, mas também com o seu próprio governo. A longa luta ensinou-lhe mais do que alguma vez imaginara e, agora, aprenderá a última lição: Não há fronteiras.

Sobre o autor: Germano Almeida nasceu na ilha da Boa Vista em 1945. Licenciou-se em Direito na Universidade Clássica de Lisboa. Vive em São Vicente onde, desde 1979, exerce a profissão de advogado. Publica as primeiras estórias na revista Ponto & Vírgula, assinadas com o pseudónimo de Romualdo Cruz. Estas estórias foram publicadas em 1994 com o título A Ilha Fantástica, que, juntamente com A Família Trago, 1998, recriam os anos de infância e o ambiente social e familiar na ilha da Boa Vista. Mas o primeiro romance publicado por Germano Almeida foi O Testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo, em 1989, que marca a rutura com os tradicionais temas cabo-verdianos. O Meu Poeta, 1990, Estórias de Dentro de Casa, 1996, A Morte do Meu Poeta, 1998, As Memórias de um Espírito, 2001, e O Mar na Lajinha, 2004 formam o que se pode considerar o ciclo mindelense da obra do autor. O Dia das Calças Roladas, 1992, e Os Dois Irmãos, 1995, têm por base histórias realmente acontecidas, no ambiente rural de Santo Antão e São Tiago. Estórias Contadas, 1998, Dona Pura e os Camaradas de Abril, 1999, o mais pícaro dos seus romances, Viagem pela História das Ilhas, 2003, Eva, 2006, A Morte do Ouvidor, 2010, Do Monte Cara Vê-se o Mundo, 2014, Regresso ao Paraíso, 2015, e O Fiel Defunto, 2018, completam a obra publicada por Germano Almeida até ao momento. Tem obras publicadas no Brasil, França, Espanha, Itália, Alemanha, Suécia, Holanda, Noruega e Dinamarca, Cuba, Estados Unidos, Bulgária, Suíça.


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.