Home / 3/5 / Opinião: O Clube Mefisto | Tess Gerritsen

Opinião: O Clube Mefisto | Tess Gerritsen

Autor: Tess Gerritsen
Título Original:
 The Mephisto Club (2006)
Série: Rizzoli & Isles #6
Editora: Ulisseia
Páginas: 318
ISBN: 9789725686027
Tradutor: Luís Manuel de Campos Dionísio
Origem: Comprado
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: A palavra latina peccavi, «pequei», foi inscrita com o sangue de uma mulher, vítima de um crime particularmente macabro. Na cena do crime já se encontram a médica legista Maura Isles e a detective Jane Rizzoli. Rapidamente as duas constatam uma ligação entre o assassínio e a psiquiatra Joyce O’Donnell, uma celebridade em Boston, e que faz parte de uma sociedade secreta denominada o Clube Mefisto. Maura e Jane são arrastadas para uma terrível viagem ao âmago do mal, onde irão enfrentar um inimigo bem mais perigoso do que todos aqueles que já alguma vez perseguiram. 

Opinião: Uma vez que a edição portuguesa de O Clube Mefisto se encontra esgotada, foi precisamente este o livro que escolhi para inaugurar a minha subscrição do Audible. De experiências anteriores, concluí que os audiobooks funcionam particularmente bem se se tratar de uma série que já acompanho, de preferência no género policial/thriller, e esta leitura veio confirmar essa impressão.

O Clube Mefisto é o sexto livro da série “Rizzoli & Isles” e posso dizer que continuo a gostar de acompanhar as aventuras e desventuras da detetive Jane Rizzoli e da médica legista Maura Isles. Como será fácil de adivinhar pelo título deste volume, temos aqui um enredo que envolve temas religiosos e sociedades secretas; o denominado “Clube Mefisto” trata-se de um conjunto de pessoas das mais diversas áreas do conhecimento que se dedicam a estudar o mal: acreditam que Satanás é real e que está entre nós, fazendo várias vítimas pelo caminho. Perante uma série de crimes com contornos macabros e com pistas que os ligam a esta sociedade, Jane e Maura vêem-se novamente envolvidadas na investigação policial e na caça ao assassino.

A leitura é viciante, como seria de esperar num livro desta série, mas tenho de confessar que estou um bocado cansada destes thrillers que envolvem temas religiosos. Se o tivesse lido quando foi originalmente publicado, em 2006, acredito que este livro tivesse tido um outro impacto em mim, mas entretanto já li vários outros de contornos semelhantes, o que faz com que esta leitura tivesse sabido um pouco a mais do mesmo. Faltou-lhe, quanto a mim, o fator originalidade. Claro que gostei de acompanhar os desenvolvimentos na vida pessoal das personagens principais e o próprio caso policial tem algumas reviravoltas inesperadas, mas as motivações do assassino e o tema do mal e das suas ramificações parece-me, a esta altura do campeonato, já demasiado visto.

Não tendo sido um dos meus favoritos da série, foi, ainda assim, um livro que entreteve e que deixa algumas pontas soltas para os próximos capítulos, no que diz respeito às vidas pessoais de Maura e Jane. Para continuar a acompanhar!

Classificação: 

Opiniões de outros livros da série:

  1. O Cirurgião
  2. O Aprendiz
  3. A Pecadora
  4. Duplo Crime
  5. Desaparecidas


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.