Home / 11x17 / Opinião: Desaparecidas | Tess Gerritsen

Opinião: Desaparecidas | Tess Gerritsen

Autor: Tess Gerritsen
Título Original:
 Vanish (2005)
Série: Rizzoli & Isles #5
Editora: 11×17
Páginas: 474
ISBN: 9789722524728
Tradutor: Lídia Gerr
Origem: Empréstimo
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: Uma mulher sem identificação parece ser apenas mais um corpo a aguardar a autópsia no Instituto de Medicina Legal de Boston — até ao momento em que a doutora Maura Isles vê o cadáver abrir os olhos. A desconhecida, completamente em pânico, é levada de imediato para o hospital, onde acaba por matar um segurança e fazer vários reféns, incluindo a detetive Jane Rizzoli, que fora internada nessa manhã para dar à luz o seu filho. No exterior do hospital, o marido de Jane, o agente do FBI Gabriel Dean, desespera ao ver as horas passarem sem que a polícia consiga resolver aquilo que tudo indica ser um vulgar sequestro de vários reféns. Contudo, depressa o caso começa a revelar-se bem mais complicado e com implicações mais profundas quando um segundo sequestrador entra em cena. E momentos antes de o grupo de resgate tomar o hospital de assalto para libertar os reféns, a mulher avisa Jane: «A Mila sabe.» Quem é Mila? Qual o terrível segredo que esconde? E por que razão os serviços secretos estão tão empenhados em ocultar todas as provas que poderiam ajudar a resolver o caso? Numa corrida contra o tempo, Jane e Gabriel partem em busca da misteriosa Mila, que detém a chave que poderá desvendar o tenebroso mistério. Mas há mais alguém desesperado para a encontrar, e disposto a tudo para a silenciar… 

Opinião: Há mais de um ano que tinha lido o livro anterior desta série e, por isso, achei que este era o momento certo para retomar as aventuras da detetive Jane Rizzolli e da médica legista Maura Isles. Desta vez, o enredo tem um início bastante intrigante: no final de um dia de trabalho, Maura dirige-se à morgue para rever alguns aspetos pendentes e descobre que uma das pessoas que lá permanece ainda está viva. Esta mulher misteriosa é levada de imeadiato para o hospital e, quando desperta, foge e acaba por fazer vários reféns, entre os quais Jane Rizzoli que lá se encontrava para o parto iminente. E o mistério adensa-se: quem é esta mulher e porque fez um conjunto de reféns consigo? De quem é que ela foge e do que tem medo?

À medida que a narrativa avança, com ação a um ritmo frenético, vamos tendo capítulos intercalados, na primeira pessoa, de uma mulher oriunda de um país de Leste, que entrou nos Estados Unidos da América de forma ilegal, e que adivinhamos estar relacionada com a história da mulher encontrada na morgue com vida. E este acaba por ser o mote para uma história centrada no tráfico de mulheres e na sua exploração, tema que continua muito atual. Desaparecidas foge um pouco à linha dos livros anteriores, porque a narrativa não se centra propriamente num caso policial, tendo a autora optado por colocar as suas personagens principais no meio de um enredo que aborda um tema social e politicamente relevante.

Em Desaparecidas encontramos desenvolvimentos no que se refere à vida pessoal das protagonistas, como é habitual nestes livros, em especial de Jane Rizzoli no seu papel de mãe. Apesar de ainda muito no início, é curioso ver como encara a responsabilidade de ter um pequeno ser a seu cargo e como concilia esse papel com a extrema responsabilidade com que encara a sua profissão. Também temos oportunidade de aprofundar um pouco o que sabemos em relação ao marido de Jane, Gabriel, e de perceber um pouco melhor a dinâmica da relação entre os dois.

No final, fica uma sensação muito positiva. Sem ter sido o meu preferido da série, deixou-me a certeza que quero continuar a acompanhar as aventuras destas duas mulheres tão interessantes.

Classificação: 3/5 – Gostei

Opiniões de outros livros da série:

  1. O Cirurgião
  2. O Aprendiz
  3. A Pecadora
  4. Duplo Crime


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.