Home / 4/5 / Opinião: Chamar as Coisas pelos Nomes | Vânia Beliz

Opinião: Chamar as Coisas pelos Nomes | Vânia Beliz

Autor: Vânia Beliz
Ano de Publicação: 
2018
Editora: Arena
Páginas: 208
ISBN: 9789896653118
Origem: Recebido para crítica
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: O maior obstáculo à educação sexual começa no significado que damos à palavra «sexualidade». Mais do que uma palavra que nem sempre compreendemos bem, é, isso sim, uma fatia fundamental da vida, que não deve ser ignorada por pudor, desconhecimento ou medo. É uma parte de nós que precisa de ser falada abertamente. Educar para a sexualidade é ajudar as nossas crianças a viverem num ambiente mais igualitário, em que meninos e meninas devem ter os mesmos direitos e obrigações, e onde ser-se diferente signifique ser respeitado. Falar de sexualidade, no momento certo e da forma adequada, é preparar as crianças e os jovens para uma vida plena, protegida e informada. Este livro, da autoria de uma das maiores especialistas em educação sexual do nosso país, é uma ferramenta essencial para lhe dar apoio na compreensão de cada fase do desenvolvimento da criança, do adolescente e do jovem, e inclui todos os conselhos e informação de que precisa para os educar para uma vida feliz e completa. Vamos lá falar do assunto?

Opinião: Quer se queira, quer não, a sexualidade continua a ser um assunto tabu entre pais e filhos. Ainda que ache que os problemas de comunicação em relação a este tema não assumem atualmente as mesmas proporções de outrora, é uma questão que merece ser falada e abordada o mais possível.

Chamar as Coisas pelos Nomes é um trabalho de Vânia Beliz, Psicóloga Clínica e da Saúde com mestrado em Sexologia, que se propõe a desmistificar a comunicação aberta sobre a sexualidade, ajudando os pais a perceber qual a melhor abordagem consoante a idade dos seus filhos. Como mãe, o meu interesse por este livro era óbvio e, ao decidir lê-lo, a minha principal expectativa era obter dicas acerca de como e quando abordar a sexualidade e também qual seria a melhor forma de responder às inevitáveis questões que surgem e irão surgir.

Após destacar a importância de refletirmos sobre a educação para a sexualidade e as vantagens de o fazer no contexto familiar, o livro encontra-se organizado de acordo com as idades das crianças/jovens, com ideias para as melhores formas de abordagem de acordo com a faixa etária. A escola evoluiu bastante neste sentido, mas é muito importante que os miúdos sintam que têm em casa alguém que os poderá ajudar em qualquer dúvida que surja. Ainda que a forma como o livro está estruturado sugira idades “normais” para falar de certas coisas, a autora tem aqui uma abordagem que me agradou imenso, que é a de que nós, melhor que ninguém, conhecemos os nossos filhos e sabemos qual o seu nível de maturidade. Este livro é, assim, um excelente ponto de partida para uma reflexão do nosso papel, enquanto pais, neste processo tão complexo que é a aprendizagem dos nossos filhos, e neste caso concreto, da educação sexual.

A linguagem é muito acessível e descomplicada, o que ajuda muito a passar a mensagem: a sexualidade é uma coisa normal no ser humano, e é essencial passar essa sensação de naturalidade às crianças/jovens. Tão importante quanto isso é a prevenção da violência sexual, que ocupa um espaço importante neste livro e que não deverá ser esquecida. Chamar as Coisas pelos Nomes é, assim, um livro importante para pais e filhos, que recomendo sem reservas.

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.