Home / Novidades / Novidade Temas e Debates | Por Saramago, de Anabela Mota Ribeiro

Novidade Temas e Debates | Por Saramago, de Anabela Mota Ribeiro

Título: Por Saramago
Autores:Anabela Mota Ribeiro
Pág.: 464
Data de Lançamento: 08.11.2018
Comprar aqui (link afiliado)

Por Saramago, da autoria de Anabela Mota Ribeiro, chegou às livrarias no dia 9 de novembro: uma homenagem ao escritor José Saramago, por altura do vigésimo aniversário do Nobel da Literatura. O livro inclui entrevistas a José Saramago e a Pilar del Río – entrevistas que dizem respeito aos três últimos livros: As Pequenas Memórias, A Viagem do Elefante e Caim – bem como textos sobre a casa de Lanzarote e uma viagem ao México de José Saramago. Ilustrado com cerca de 60 fotografias de Estelle Valente, originais, que percorrem alguns dos caminhos do escritor, tanto em Lanzarote como em Lisboa, esta obra inclui ainda um posfácio de Fernando Gómez Aguilera, diretor da Fundação César Manrique e curador da Fundação José Saramago.
«Decidi fazer este livro porque há a admiração imensa e um acreditar modesto mas firme de que o conjunto dos textos possibilita uma compreensão do escritor em casa. Casa-infância, casa-escrita, casa-Pilar, casa-Lanzarote, casa-mundo. O admirável trabalho fotográfico da Estelle Valente e o profundo trabalho exegético de Fernando Gómez Aguilera sobre a obra de Saramago e destes textos engrandecem imensamente o alcance deste livro. Por Saramago é uma forma de prestar tributo e agradecer o legado de Saramago.» (Anabela Mota Ribeiro)

Sinopse: «A vontade máxima de Anabela Mota Ribeiro concretiza-se em conhecer o ser humano que sustém o autor, aceder ao seu núcleo restrito, a partir do livro, seja ele As Pequenas Memórias ou A Viagem do Elefante. Interessa-se pela palpitação da vida, pela profundeza da respiração para além do sopro percetível das histórias contadas. E, assim, neste caso, espalha sobre a mesa da entrevista temas fundamentais em Saramago: o círculo familiar e a necessidade que forjou o seu carácter e a sua visão de mundo; o âmbito da humilhação — um aspeto não menor na psique do escritor e na relação com o próprio país —; o sucesso traduzido na devoção de tantos leitores no mundo; o compromisso com a sua circunstância histórica; a morte como expressão de um materialismo despojado; a indignação enquanto estado emocional perante a injustiça, a crueldade, a plutocracia e a violação dos Direitos Humanos; ou, por fim, a vigorosa estrutura política marxista e humanista sobre a qual sustentava o seu território ideológico, bem definido, que o levava a apresentar-se como um comunista hormonal ou como um comunista libertário.» Do Posfácio de Fernando Gómez Aguilera, diretor da Fundação César Manrique e curador da Fundação José Saramago

Sobre a autora: Anabela Mota Ribeiro nasceu em 1971 em Trás-os-Montes. É licenciada e mestre em Filosofia pela Universidade Nova de Lisboa. Na dissertação de mestrado trabalhou Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis. No doutoramento, que frequenta, prossegue o estudo do escritor brasileiro. Jornalista freelance, colaborou com diversos jornais e revistas, entre eles, e de forma sistemática, DNa (suplemento do Diário de Notícias), Jornal de Negócios e Público. Publicou os livros O Sonho de um Curioso (2003), com 14 entrevistas, Este Ser e não Ser – Cinco Conversas com Maria de Sousa (2016), Paula Rego por Paula Rego (2016) e A Flor Amarela – Ímpeto e Melancolia em Machado de Assis (2017). É autora e apresentadora de programas de televisão na RTP. Trabalhou em rádio. Organiza e modera debates sobre livros. Como programadora cultural, foi curadora Folio, assina, com José Eduardo Agualusa, a programação paralela da Feira do Livro do Porto, é comissária do festival Somos Douro, realizado no âmbito do selo da UNESCO atribuído ao Alto Douro Vinhateiro.


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.