Home / Novidades / Novidade Quetzal | Metade da Vida, de V.S. Naipaul

Novidade Quetzal | Metade da Vida, de V.S. Naipaul

Título: Metade da Vida
Autor: V.S. Naipaul
Pág.: 264
Data de Lançamento: 09.11.2018
Comprar aqui (link afiliado)

Três meses após a morte do autor Prémio Nobel da Literatura V.S. Naipaul, a Quetzal traz à estampa Metade da Vida. O livro, com tradução de José Vieira de Lima, chega às livrarias nacionais a 9 de novembro. Naipaul escreveu-o numa altura em que julgava ter esgotado a sua veia para este género literário, o romance: «Restava, no entanto, uma nota que tinha tirado quinze ou vinte anos antes. Escrevera-a à máquina, com uma letra pequena e espaços simples, e ocupava um quarto de página.» É deste apontamento que surge Metade da Vida, que tem por cenário a Índia, a Inglaterra e a África portuguesa. Em Metade da Vida somos apresentados à figura de Willie Somerset Chandran. Fruto da infeliz união entre um pai brâmane (sempre em conflito com a vida) e uma mãe de casta inferior, Willie está desejoso de encontrar um caminho que o conduza à sua própria vida, afastando-o daquela em que nasceu – triste, deslocada e sem esperança. Um dos antigos conhecimentos do pai arranja-lhe uma bolsa de estudo em Londres e um quarto onde se hospedar. Aí chegado, sem saber nada do mundo e da cidade e sem conhecer ninguém, Willie anda à deriva pelas comunidades boémias e de imigrantes. Pouco ou nada em Londres, no fundo, o faz sentir-se mais inteiro e real. É apenas quando tem a primeira experiência amorosa que sente uma possibilidade de completude. Seguirá a sua primeira paixão para um país africano de língua portuguesa (talvez Moçambique), onde viverá quase duas décadas. Ainda assim, continua a sentir que a vida que vive não é a sua e que aquilo que tomou por um grande amor provavelmente não foi senão o apego desesperado que decorre de uma grande solidão e insegurança.

Sobre o autor: V.S. Naipaul nasceu nas Caraíbas (em Trindade), em 1932, no seio de uma família de origem indiana. Em 1950 foi estudar para Inglaterra com uma bolsa. Após os primeiros quatro anos na Universidade de Oxford, começou a escrever, atividade a que se dedicou ininterruptamente até à sua morte. Entre o romance e o ensaio, Naipaul escreveu mais de uma vintena de livros, entre os quais o extraordinário conjunto que a Quetzal tem vindo a publicar. Em 1971, V.S. Naipaul foi galardoado com o Booker Prize e, em 2001, com o Prémio Nobel da Literatura. V.S. Naipaul morreu em agosto de 2018.


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.