Home / Novidades / Novidade Bertrand | Da Lusitânia a Portugal: Dois mil anos de história, de Diogo Freitas do Amaral

Novidade Bertrand | Da Lusitânia a Portugal: Dois mil anos de história, de Diogo Freitas do Amaral

Título: Da Lusitânia a Portugal: Dois mil anos de história
Autores:Diogo Freitas do Amaral
Pág.: 464
Data de Lançamento: 02.11.2018
Comprar aqui (link afiliado)

«Da Lusitânia a Portugal: Dois mil anos de história» regressou às livrarias no dia 2 de novembro com nova edição, em capa dura. A obra que marcou o regresso de Diogo Freitas do Amaral à História de Portugal apresenta uma perspetiva pessoal, original e esclarecedora sobre a constituição da nacionalidade portuguesa e as etapas de construção do país. Dividido em 10 partes, representativas das 10 fases da evolução política portuguesa, o livro acompanha o desenvolvimento de Portugal: de condado a Nação e a país integrante da União Europeia, da OTAN e da ONU. Escrito num tom acessível e direto, filtrado pelo olhar singular e experiência incomparável de Diogo Freitas do Amaral, este é um livro essencial para quem quer conhecer o passado de Portugal e entender os porquês políticos e estratégicos das decisões que mudaram o nosso país.

Sinopse: Prefácio: «Este livro tem na capa a Torre de Belém: porque a época mais brilhante da nossa história foi a dos Descobrimentos, e todos eles partiram dali. A História de Portugal é, manifestamente, a de um país da Europa Ocidental: daí recebemos as principais influências, boas e más. Com frequência seguimos o que vinha de além- Pirenéus, mas às vezes fomos pioneiros e podemos hoje legitimamente orgulhar-nos disso. Para além dos Descobrimentos – em que fomos pioneiros e os que mais se espalharam pelo mundo inteiro –, adiantámo-nos frequentemente à Europa mais avançada: estabelecemos a participação do Povo nas cortes antes da Inglaterra e da França; concluímos a primeira aliança político-militar da história com a Inglaterra; derrotámos os castelhanos no cerco de Lisboa e na Batalha de Aljubarrota; inventámos o “astrolábio” e a “caravela”; iniciámos a 1a Globalização; estabelecemos os primeiros acordos políticos com o rei do Congo, com o marajá da Índia e com chefes japoneses, malaios e chineses; um português comandou a primeira viagem de circum-navegação; achámos e alargámos o Brasil; sofremos o maior terramoto europeu e reconstruímos com grande beleza a cidade de Lisboa; fomos o primeiro país da Europa a derrotar Napoleão e a inaugurar o telégrafo elétrico; fomos a primeira nação do mundo a abolir para sempre a pena de morte; fomos também os primeiros a efetuar, por via aérea, as travessias Lisboa – Rio de Janeiro e Lisboa – Macau.»

Sobre o autor: Diogo Freitas do Amaral é uma figura nacional conhecida como professor de Direito, político e escritor. Nascido na Póvoa de Varzim, de família vimaranense, em 21 de julho de 1941, doutorou-se em 1967 e ascendeu a catedrático em 1984. Como fundador e primeiro presidente do CDS, foi um dos líderes dos quatro principais partidos políticos da Democracia portuguesa, em 1974 e nos anos seguintes. Foi conselheiro de Estado, vice-primeiro-ministro, primeiro-ministro interino, ministro dos Negócios Estrangeiros (2 vezes) e ministro da Defesa Nacional. No plano internacional, foi presidente da UEDC – União Europeia das Democracias Cristãs (1981-83) e presidente da Assembleia Geral da ONU (1995-96). De regresso a Portugal, foi cofundador e primeiro diretor da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa. Além de numerosos livros e manuais de Direito, o autor publicou na Bertrand dois volumes de Memórias Políticas (1995 e 2008), um manual de introdução à Política (2014) e duas biografias históricas – D. Afonso Henriques (2001) e D. Afonso III (2015). Noutra editora, publicou uma História do Pensamento Político Ocidental (2011). Está em preparação o volume III das suas Memórias Políticas.


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.