Home / Novidades / Novidade Temas e Debates | Moda e Feminismos em Portugal – O Género como espartilho, de Cristina L. Duarte

Novidade Temas e Debates | Moda e Feminismos em Portugal – O Género como espartilho, de Cristina L. Duarte

espartilhoTítulo: Moda e Feminismos em Portugal – O Género como espartilho
Autor: Cristina L. Duarte
Pág.: 408
Data de Lançamento: 30.10.2017

Cristina L. Duarte analisa a forma como a moda se tornou um fenómeno social total, um laboratório sociológico onde se ensaiam géneros, através do ritual (feminino/masculino) da apresentação de si. Em Moda e Feminismos em Portugal – O Género como espartilho, a socióloga da Universidade Nova de Lisboa analisa a forma como a moda atravessa idades, gerações e lugares, fazendo de nós atores e atrizes sociais, a quem desde o nascimento é atribuído um primeiro papel – o de género. Os “códigos” de cada época (neste caso 1926 a 1999) estão condensados na moda como fenómeno social, pelo que é possível estudar e investigar as várias modas na Europa e em Portugal. Na roupa que vestimos convergem os códigos da nossa época, ocupando, durante o século XX, um lugar cimeiro na definição da identidade e da sociedade, do individual e do coletivo, especialmente quando relacionados com a política sexual e do corpo.

Sobre a autora: Cristina L. Duarte nasceu em Lisboa em 1961. Desde 1987 que o seu interesse pelas formas nacionais da cultura urbana – e, em particular, pela moda – começou a ganhar expressão nos seus trabalhos de autoria, na imprensa nacional. A partir de 1988 publicou no semanário musical Blitz, Expresso, Visão, Ler, Sábado, Público, Elle, Vogue – bem como noutros títulos já extintos, como os semanários O Independente, Sete, Face, revistas Ícon e Atlantis (TAP). Cristina publicou anteriormente Ana Salazar – Uma Biografia Ilustrada (Temas e Debates, 2002), 15 Histórias de Hábitos – Criadores de Moda em Portugal (Quimera, 2003), Moda (Quimera, 2004), Moda Portuguesa (CTT, 2005), Trajes Regionais – Gosto Popular, Cores e Formas (CTT, 2006), e José António Tenente – Traços de União (Medialivros, 2009). Licenciada em Sociologia (1986) e doutorada em Sociologia (2016), é investigadora integrada da Universidade Nova de Lisboa, fazendo parte da equipa Faces de Eva do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA). Actualmente é professora convidada da ESAD Matosinhos.


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.