Novidade Livros do Brasil | Ratos e Homens, de John Steinbeck

RatosTítulo: Ratos e Homens
Autor: John Steinbeck
Pág.: 104
Data de Lançamento: 20.07.2017

Considerado um dos mais importantes romances de John Steinbeck, Ratos e Homens voltou às livrarias a 20 de julho com nova edição pela Livros do Brasil. Uma história sobre amizade, sobre dignidade e sacrifício, mas também uma parábola implacável sobre o ruir do sonho americano, foi publicada originalmente em 1937 e várias vezes adaptada ao teatro e ao cinema. Este é um título recomendado pelo Plano Nacional de Leitura, como sugestão de leitura para o Ensino Secundário. De John Steinbeck estão já incluídos na coleção Dois Mundos, da Livros do Brasil, os livros Bairro da Lata, As Vinhas da Ira, Batalha Incerta, Viagens com o Charlie, A Pérola, A Taça de Ouro e O Inverno do nosso Descontentamento.

Sinopse: George e Lennie vagueiam de herdade em herdade na Califórnia da Grande Depressão, numa sobrevivência sustentada por trabalhos episódicos. Mas os dois amigos têm um plano: vão juntar o suficiente para comprar um bocado de terra com uma casinha e aí poderão viver tranquilamente e dedicar-se à criação de coelhos. George é pequeno e vivo, e é ele quem toma as decisões; Lennie é um gigante simpático, mas tem dificuldade em lembrar-se das coisas e em medir a sua força excecional. Quando arranjam trabalho a carregar cevada numa herdade junto ao rio Salinas, George e Lennie veem o seu sonho aproximar-se a passos largos da concretização – até que a mulher do patrão entra em cena.

Sobre o autor: John Steinbeck nasceu em Salinas, na Califórnia, em 1902, numa família de parcos haveres. Chegou a frequentar a Universidade de Stanford, sem concluir nenhuma licenciatura. Em 1925 foi para Nova Iorque, onde tentou uma carreira de escritor, cedo regressando à Califórnia sem ter obtido qualquer sucesso. Alcançou o seu primeiro êxito em 1935, com O Milagre de São Francisco (Tortilla Flat na edição original), confirmado depois, em 1937, com a novela Ratos e Homens. A sua ficção está marcada por uma imensa preocupação com os problemas dos trabalhadores rurais e também por um grande fascínio para com a terra. Recebeu o Prémio Nobel da Literatura, em 1962. Faleceu em Nova Iorque, a 20 de dezembro de 1968.

mae-billboard

Sobre Célia

Tenho 38 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.