Feira do Livro de Lisboa 2015 – Aquisições

Portei-me muito bem em 2014, na medida em que só comprei dois livros e nem 20€ gastei. Entretanto, passou um ano e o estado de espírito é completamente diferente: ainda luto um pouco com a vontade de ler, mas a vontade de comprar, essa, está lá nos píncaros. Querem ver o tamanho da desgraça? Vamos lá.

 

11401489_1020287891322672_8754175462033509323_n

 

O primeiro dia em que enfeirei a sério teve o resultado que se pode ver acima (desculpem-me a fraca qualidade da imagem). A lista:

  • Duplo Crime, Tess Gerritsen (eu sei que é o 4.º volume da série, mas como tenho curiosidade nesta autora e estava a metade do preço aproveitei);
  • Onze Tipos de Solidão, Richard Yates (o tira-teimas, porque adorei Revolutionary Road e de O Desfile da Primavera nem por isso. O simpático preço foi 5€);
  • Perguntem a Sarah Gross, de João Pinto Coelho (tenho ouvido falar tão bem sobre este livro que decidi comprá-lo, ainda que sem nenhum desconto especial);
  • O Último Europeu, de Miguel Real (também ouvi falar bem deste livro e tenho curiosidade por ler esta distopia que passa despercebida tendo em conta a capa e a editora que a lança);
  • A Ponte Invisível, de Julie Orringer (livro que me suscita curiosidade há algum tempo, comprado por 3,5€)
  • Contos Completos, Irmãos Grimm (porque sim 😀 ).

 

11250994_1021377984546996_7759176780178802855_n

 

O segundo enfeiranço teve companhia. É engraçado reparar que gosto sempre muito mais de percorrer a Feira com as minhas amigas dos (e por causa dos) livros.

  • Dom Quixote de la Mancha, de Miguel de Cervantes (é uma bela edição, falando em termos de material, e por 9€ é irresistível);
  • O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, de Jorge Amado (foi o 4.º livro para aproveitar a promoção da Leya, muito bem recomendado por uma amiga que me acompanhava);
  • A Irmã, Sándor Márai (era livro do dia e calhou bem porque quero ler mais deste autor);
  • Americanah, Chimamanda Ngozi Adichie (outro que vem muito bem recomendado – Ana e Carla, estou a olhar para vocês 😉 );
  • Toda a Luz que não Podemos Ver, Anthony Doerr (quero muito ler este livro).

 

11391265_1023019637716164_938584086380239225_n

 

E depois fui à Hora H e continuou a desgraceira:

  • Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley (já o li, mas como foi emprestado decidi comprar para ter)
  • Homenagem à Catalunha, de George Orwell (como estava na Antígona, decidi trazer mais um livro de um dos meus escritores preferidos);
  • O Terror – Vol. 2, de Dan Simmons (já tinha o primeiro, por isso agora acabaram-se as desculpas para não o ler);
  • Os Demónios de Álvaro Cobra, de Carlos Campaniço (muito bem recomendado pela Patrícia);
  • Contos Escolhidos, de Guy de Maupassant (para mim é um novo autor, mas os seus contos são elogiados e tenho vontade de o conhecer);
  • Ulisses, de James Joyce (se eu conseguir ler isto consigo ler tudo, não é?)

 

11401541_1026673510684110_2046890005524967033_n

 

Para finalizar, um livro que há imenso tempo quero ler. Esta edição da Tinta da China é linda e não podia deixar escapar o desconto de 40%.

 

E é isto. Desgraçaram-se tanto como eu ou nem por isso?

mae-billboard

Sobre Célia

Tenho 38 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.