Home / 4/5 / [Opinião] Harry Potter and the Philosopher’s Stone, de J.K. Rowling

[Opinião] Harry Potter and the Philosopher’s Stone, de J.K. Rowling

4255Autor: J.K. Rowling
Ano de Publicação: 1997
Páginas: 312

 

Sinopse: This story is filled with dark comedy and crafted with a quality of writing that has garnered J.K. Rowling top awards in her country and ours. Harry Potter spent ten long years living with his aunt and uncle and stupid cousin, Dudley. Fortunately, Harry has a destiny that he was born to fulfill. One that will rocket him out of his dull life and into a unique experience at the Hogworts School of Witchcraft and Wizardry.

 

Opinião: Regressar à série Harry Potter é, para mim, um conforto. Porque adoro as personagens e a história e porque são quase todos como amigos que gosto de rever amiúde. Estou a passar uma fase em que estou com dificuldade em concentrar-me nas leituras, por isso decidi reler a série, em formato audiobook, narrada pelo genial Stephen Fry, para me acompanhar em tarefas domésticas ou enquanto pinto os livros de colorir para adultos que comprei (prometo falar disso noutro post).

 

Harry Potter and the Philosopher’s Stone é o primeiro livro de uma série que apresenta uma espécie de mundo paralelo ao dos chamados muggles, os humanos sem poderes mágicos. Poderia ter perdido dinâmica na explicação do funcionamento desse mundo, mas estas informações são sabiamente entrelaçadas com as aventuras do pequeno talentoso feiticeiro, Harry Potter. O ingresso de Harry em Hogwarts, a escola de feitiçaria, marca também o regresso do temível feiticeiro Voldemort, que apesar de fraco, faz já bastantes estragos.

 

J.K. Rowling brilha pela criação de um mundo cativante e de um leque de personagens de quem facilmente gostamos, ainda que a idade do leitor seja superior às suas idades. A suspensão da descrença ajuda a que não consideremos demasiado fantasiosas as aventuras de Harry e amigos em Hogwarts, bem como a facilidade com que os amigos deduzem coisas que vão para além dos seus conhecimentos.

 

Como já referi, para mim é reconfortante voltar a estes livros, porque de forma inconsciente estou a regressar a uma época da minha vida da qual guardo boas recordações, por vários motivos. A narração de Stephen Fry é fantástica, mas isso já eu sabia; é fácil identificar a personagem que está a falar e a parte da narração é expressiva sem ser de uma forma exagerada. Recomendo o livro de qualquer modo, mas o audiobook é uma experiência muito interessante.

 

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.