Home / Das palavras às imagens / Das Palavras às Imagens (25)

Das Palavras às Imagens (25)

No_Country_for_Old_Men_posterNo Country for Old Men (em português Este País Não é Para Velhos), de Cormac McCarthy, foi um dos melhores livros que li no ano passado. Desde então que fiquei curiosa para ver a sua adaptação cinematográfica, de 2007, filme que valeu aos irmãos Coen 4 óscares, incluindo o de Melhor Filme. Ando a tentar não ver os filmes pouco tempo depois de ler os livros que lhes serviram de base pelo simples motivo que a minha opinião tende a ficar toldada pelas comparações de uma forma negativa. Ainda assim, e apesar de considerar que este é um excelente filme, o impacto que teve sobre mim ficou aquém do livro.

 

De um modo geral, a adaptação é extremamente fiel, não só no que respeita aos elementos centrais do enredo, mas também na forma como as personagens são representadas. Mas, acima de tudo, conseguiu-se replicar a aridez da narrativa e o seu tom quase frio e impessoal, apesar de intenso. Tudo se desenrola no mesmo tom do livro, mas o que torna este último numa experiência mais marcante são as reflexões do xerife Bell (aqui interpretado por Tommy Lee Jones), que trazem à história profundidade e contexto. Na verdade, o xerife Bell é o verdadeiro protagonista do livro, enquanto no filme não passa de uma personagem secundária (opção que, contudo, se compreende).

 

Este é um filme marcado, sem dúvida, pela presença de Javier Bardem no papel de Anton Chigurh. Uma personagem implacável, completamente lunática e amoral, que é aqui retratada de forma perfeita. Acho que me bastava encontrar uma figura destas na rua para fugir a sete pés:

 

no-country-for-old-men

 

O filme vale muito a pena. Pela história, pelas interpretações, pela realização. Mas não deixem de ler o livro também.

 

IMDB
Site Oficial


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.