Home / 3/5 / [Opinião] O Clube de Tricô de Sexta à Noite, de Kate Jacobs

[Opinião] O Clube de Tricô de Sexta à Noite, de Kate Jacobs

Autor: Kate Jacobs
Título Original: The Friday Night Knitting Club (2008)
Série: Friday Night Knitting Club #1
Editora: ASA
Páginas: 393
ISBN: 9789892303086
Tradutor: Isabel Alves
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Numa cidade tão grande e movimentada como Nova Iorque, é muito fácil perdermo-nos na multidão. Habituada a contar apenas consigo própria, Georgia tem um dia-a-dia esgotante em que tenta conciliar as exigências da sua loja com a educação da filha, Dakota. Em tempos não muito distantes, Georgia era uma jovem apaixonada e decidida a perseguir os seus sonhos, pelo menos até ao dia em que James – o grande amor da sua vida – soube que estava grávida e lhe despedaçou o coração ao fugir para Paris. Nesse dia, Georgia conheceu a solidão e decidiu traçar o seu caminho sozinha. Mas James tem outros planos. Planos que a incluem… Será, pois, com grande surpresa que ela percebe que a sua loja se transformou num ponto de encontro. Com o pretexto de fazer tricô, mulheres extremamente diferentes entre si fazem uma pausa nas suas vidas atribuladas e partilham segredos, angústias e expectativas. Mas quando o impensável acontece, estas mulheres vão descobrir que o que criaram não é apenas um clube de tricô mas uma verdadeira irmandade.

Opinião: Georgia é uma mãe solteira que tem uma loja de tricô em Nova Iorque, um negócio com alguns anos que abriu por paixão à arte e que lhe permite ganhar a vida e sustentar a sua filha de doze anos. Como forma de dinamizar a loja, Georgia tem a ideia de criar um Clube de Tricô, pretexto para um conjunto de mulheres se juntarem, partilharem histórias de vida e criarem laços de amizade. A premissa não é propriamente original (já este ano li um livro com algumas semelhanças a este), por isso pensei que tinha uma ideia do que me esperava.

Os primeiros dois terços do livro correspondem realmente àquilo que esperava e procurava: uma leitura leve, descontraída, com personagens razoavelmente bem construídas e um enredo interessante. A fase final do livro apresenta uma reviravolta um pouco dramática e que, na minha opinião, faz com não possa considerar esta uma história leve e boa para descontrair, no seu cômputo geral. Fiquei com a sensação que a referida carga dramática final destoou um pouco do resto do livro e o tornou um pouco desequilibrado. Ainda assim, é uma leitura rápida, com vários pontos de interesse e que cativa. Todas as mulheres pertencentes ao Clube do Tricô têm histórias de vida com pontos de interesse e, ao longo do livro, vamos percebendo como as relações entre elas contribuem para fazer face aos problemas que as assolam.

O grande bónus deste livro foi mesmo ter-me feito recuperar a vontade de tricotar. Já não o fazia há anos, quando aprendi o básico, e entretanto já retomei e é uma atividade relaxante que recomendo vivamente 😉 

É um livro sobre a amizade e a importância da partilha dos vários momentos da nossa vida, bons ou maus, com as pessoas de quem gostamos. Sem ser nada de extraordinário, é um livro que entretém e que cumpre minimamente os objetivos a que se propõe.

Classificação: 3/5 – Gostei

 

 


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.