Home / 3/5 / [Opinião] Getting Things Done, de David Allen

[Opinião] Getting Things Done, de David Allen

Autor: David Allen
Ano de Publicação: 2001
Editora: Penguin
Páginas: 267
ISBN: 9780142000281

Sinopse: In today’s world, yesterday’s methods just don’t work. In Getting Things Done, veteran coach and management consultant David Allen shares the breakthrough methods for stress-free performance that he has introduced to tens of thousands of people across the country. Allen’s premise is simple: our productivity is directly proportional to our ability to relax. Only when our minds are clear and our thoughts are organized can we achieve effective productivity and unleash our creative potential. 

Opinião: Este livro foi-me recomendado pela tchetcha e pela White Lady como bom ponto de partida para adotar novos hábitos de organização, tanto a nível pessoal como profissional. Não é que ache que os que utilizo atualmente precisem de uma grande revolução, apesar de ser uma pessoa que se orienta bem no meio do “caos”, mas como havia algumas coisas que me andavam a arreliar um pouco, decidi arriscar e dar uma vista de olhos neste livro.

Esta metodologia baseia-se essencialmente na ideia que devemos “expulsar” da nossa cabeça todas as coisas que nos vão apoquentando por estarem por fazer ou porque achamos que não as devemos esquecer, colocando-as num repositório externo em que possamos confiar e que nos ajudará a lembrar-nos dessas coisas quando realmente as temos de fazer. Este “esvaziar” da mente permitirá que nos possamos focar nas tarefas uma a uma, aumentando assim a produtividade.

Partindo deste conceito-base, o autor desenvolve e explica a sua metodologia, primeiro de forma mais abrangente e depois mais detalhadamente, de uma forma simples e direta, apesar de por vezes algo repetitiva. Ao longo da leitura, encontramos algumas dicas que me pareceram bastante úteis, apesar de serem aparentemente bastante básicas.

Um dos defeitos que tenho a apontar a este livro é que me parece que o seu conteúdo poderia facilmente ter sido explicado de forma igualmente eficaz em muito menos páginas. Por outro lado, o autor insiste bastante na utilização do papel como material de trabalho, quando eu sou claramente adepta da utilização de sistemas digitais, seja no PC ou no smartphone; neste aspeto, julgo que se nota um pouco que o livro já foi publicado há 10 anos.

Parece-me que darei mais utilidade às dicas na minha vida pessoal do que profissional: já pus algumas em prática e, de facto, senti a mente mais aliviada com o exteriorizar das tarefas. Se será revolucionador a longo prazo, logo se verá. Por enquanto, recomendo a quem achar que precisa de aumentar a sua produtividade e gerir melhor o seu tempo. Existe uma edição portuguesa, GTD – Fazer Bem as Coisas, da Actual Editora. 

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.