Home / 4/5 / [Opinião] Sangue Mortífero, de Charlaine Harris

[Opinião] Sangue Mortífero, de Charlaine Harris

Autor: Charlaine Harris
Título Original: Dead and Gone (2009)
Série: Sangue Fresco #9
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 231
ISBN: 9789896373245
Tradutor: Renato Carreira
Origem: Comprado

Sinopse: Com a excepção de Sookie Stackhouse, os habitantes de Bon Temps, no Louisiana, pouco sabiam sobre vampiros e nada sobre lobisomens. Até agora. Lobisomens e metamorfos revelaram finalmente a sua existência ao mundo e isso poderá ter custado a vida a alguém que Sookie conhecia. Mas a sua determinação para descobrir o responsável pelo homicídio é posta de parte perante um perigo muito maior. Uma raça de seres sobrenaturais (mais velhos, poderosos e muito mais misteriosos do que os vampiros ou os lobisomens) prepara-se para a guerra. E Sookie, enredada ainda na teia de antigos amores, ver-se-á como peão demasiado humano nesta batalha…

Opinião: Depois da leitura do volume anterior, parti logo de seguida para o 9.º, que tive a sorte de ganhar num passatempo do blogue oficial da série em Portugal. Aqui, a história toma lugar poucos meses depois do final do 8.º volume e inicia-se com a revelação ao mundo da existência dos lobisomens, à semelhança do que os vampiros haviam feito há poucos anos atrás. No entanto, esta nova revelação traz outras implicações, uma vez que os lobisomens estavam mais envolvidos na comunidade não-sobrenatural.

Ao mesmo tempo, um crime macabro toma lugar e, devido à natureza da vítima, já nossa conhecida, tudo aponta para que tenha sido consequência da revelação da existência dos lobisomens. Também as fadas, cujo mundo começámos a conhecer melhor no volume anterior, desempenham um papel preponderante no desenrolar da acção do livro. A somar à habitual dinâmica de acontecimentos que mal nos deixam respirar, a autora proporciona-nos uma evolução interessante e importante na relação entre Sookie e Eric. Assistimos a diálogos muito interessantes entre os dois, nos quais ficamos a conhecer melhor o passado de Eric, o que ajuda a construir e solidificar a personagem. No entanto, isto não significa que a vida emocional de Sookie esteja definitivamente traçada. Bill Compton, o seu primeiro namorado, parece querer reconquistá-la e Sookie, apesar de lhe mostrar a sua face indiferente, continua com dúvidas.

Foi um dos meus livros preferidos desta série, pois apresenta desenvolvimentos importantes no enredo, acção de cortar a respiração e várias surpresas (boas e más). Como já referi em opiniões anteriores, continua a exasperar-me a indefinição sentimental da personagem principal, mas este livro agradou-me pela evolução positiva do par que mais aprecio nesta história. 

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.