Home / Novidades / Novidades Saída de Emergência para Abril

Novidades Saída de Emergência para Abril

A Saída de Emergência reserva aos seus leitores várias novidades até ao final deste mês. A 16 de Abril estará disponível mais um volume inserido na Coleção TEEN, do autor português Francisco Dionísio, bem como o 5.º volume da Saga Sangue Fresco, de Charlaine Harris. No mesmo dia, sairá também mais um livro de Clive Cussler, que dá início à série Dirk Pitt, bem como o primeiro da série Flashman, de George MacDonald Fraser. Por fim, no dia 23, sairá “A Ilha do Final do Tempo”, do espanhol Javier González.

 


Mediterrâneo, de Clive Cussler (16 de Abril)
Numa pacata ilha da Grécia, uma base aérea americana é subitamente atacada por um avião da Primeira Guerra Mundial. Perante a visão de um biplano ostentando a Cruz de Malta, a descrença é total.
Entretanto, Dirk Pitt integra uma equipa de investigação marítima junto da ilha. Apenas ele poderá descobrir qual a relação entre o ataque, os actos de sabotagem contra a expedição, e alguém poderoso disposto a tudo para ocultar um segredo. Depois há uma morena irresistível e misteriosa. Mas de que lado está ela, afinal?
Dirk Pitt é um homem cheio de recursos. Mas vai enfrentar o perigo numa ilha onde as autoridades estão corrompidas e o perigo espreita a cada esquina. Terá que usar todo o seu charme e mover-se no submundo de uma ilha paradisíaca, repleta de praias de areia branca, onde o povo é desconfiado e conservador.

 

Flashman – A Odisseia de um Cobarde, de George MacDonald Fraser (16 de Abril)
Ele é um mentiroso, ele é um cobarde, ele seduziu a amante do próprio pai. Ele é Harry Flashman e esta é a sua deliciosa odisseia. Dos salões vitorianos de Londres às fronteiras exóticas do Império, prepare-se para conhecer o maior herói do Império Britânico.
Pode um homem que foi expulso da escola por andar sempre bêbado, que seduziu a amante do próprio pai, que mente com quantos dentes tem e é um cobarde desavergonhado no campo de batalha, protagonizar uma série de triunfantes aventuras na era vitoriana?
A escandalosa saga de Flashman, herói e soldado, mulherengo e agente secreto relutante, emerge numa série de memórias campeãs de vendas em que o herói gingão revê, na segurança da velhice, as suas proezas na cama e no campo de batalha.

 

A Ilha do Final do Tempo, de Javier González (23 de Abril)
A lenda de Borondón relata a existência de uma misteriosa ilha no Atlântico, que aparece e desaparece ao longo dos séculos. Esta ilha está cartografada por famosos navegantes, e o seu testemunho mais recnete é uma fotografia publicada no ano de 1958. Diz quem a viu que é o paraíso na Terra.
Nas ruínas da Igreja de uma pacata vila, descobrem-se três objectos que haviam sido emparedados, talvez para nunca mais serem encontrados: Uma pena, os restos mortais de um monge, e um manuscrito de nome Navigatio. Alejandra, uma bela médica forense encarregada da autópsia dos restos mortais do monge, e o historiador Sebastian Cameron, ver-se-ão envolvidos numa investigação complexa e que pode mudar as suas vidas, a nossa história, e o conceito que temos do tempo. Mas terão que repetir a lendária viagem que os monges realizaram há 1500 anos, e descobrir que no meio do Oceano Atlântico, por trás da névoa, se escondem as respostas há muitos séculos esquecidas pelo homem. Na Ilha do Final do Tempo.

 

Sangue Furtivo, de Charlaine Harris (16 de Abril)
Sookie Stackhouse, uma empregada de bar na pequena vila Bon Temps, não é alheia a experiências sobrenaturais. Mas agora estranhos acontecimentos estão a mexer com a sua família e nunca antes o sobrenatural esteve tão próximo. Quando Sookie repara que os olhos do seu irmão Jason começam a modificar-se, ela percebe que ele está prestes a transformar-se numa pantera pela primeira vez – uma transformação mais rápida e intuitiva do que a maioria dos metamorfos que ela conhece. Mas a preocupação de Sookie torna-se mais intensa e assustadora quando um atirador furtivo aponta a sua mira para os metamorfos locais, e os novos “irmãos” felinos de Jason começam a suspeitar que ele pode estar por trás dessa mira. Sookie tem até à próxima lua cheia para descobrir quem está envolvido nestes ataques… a menos que o atirador decida encontrá-la primeiro…

O Veneno de Ofiúsa, de Francisco Dionísio (16 de Abril)
Numa luta entre deuses e homens, só os verdadeiros heróis poderão fazer a diferença.
Chegou o tempo há muito anunciado em que os deuses deverão partir e deixar o destino da Terra entregue aos homens. Mas nem todos os deuses aceitam fazê-lo, e um terrível conf lito entre homens e divindades é inevitável. É neste cenário que dois jovens guerreiros, Anio e Camal, percorrem a Lusitânia em busca do guardião da joia da Deusa-mãe – uma pedra capaz de aniquilar as próprias divindades. Inspirado nos povos pré-romanos da Península Ibérica, “O Veneno de Ofiúsa” é uma viagem para um tempo mágico há muito esquecido. Estás preparado para a guerra com os deuses?

 

Com a chancela Chá das Cinco, a editora publica dois livros de uma das suas autoras com mais sucesso, Nora Roberts, sendo um deles escrito sob o pseudónimo J.D. Robb e o quinto volume da série “Mortal”. Para além disso, estará também disponível o 1.ª parte de mais um romance histórico da autoria de Margaret George, “Helena de Tróia”, que também já viu por cá publicadas as suas “Memórias de Cleópatra”.

 


Helena de Tróia – Volume 1 de 2, de Margaret George (16 de Abril)
Filha de um deus, mulher de um rei, prémio da guerra mais sangrenta da Antiguidade, Helena de Tróia inspira artistas há milénios. E Margaret George dá nova vida ao grande conto homérico pondo Helena a narrar a própria história.
Através dos seus olhos e da sua voz, vivemos a descoberta da jovem Helena sobre a sua origem divina e beleza avassaladora. Pouco mais do que uma menina, Helena casa-se com Menelau, rei de Esparta, e dá-lhe uma filha. Aos vinte anos de idade, a mulher mais bela do mundo estava resignada com um casamento desapaixonado — até encontrar o atraente príncipe troiano, Páris. E quando os apaixonados fogem para Tróia, guerra, assassínio e tragédia tornam-se inevitáveis.
Em Helena de Tróia, Margaret George capturou uma lenda intemporal num conto hipnotizante acerca de uma mulher cuja vida estava destinada a criar conflito… e a destruir civilizações.

 

Cerimónia Mortal, de J.D. Robb (16 de Abril)
Eve Dallas, tenente da polícia de Nova Iorque, é encarregue de uma missão secreta: investigar a morte de um colega. Nunca hesitando em cumprir o dever e colocá-lo acima das lealdades pessoais, ela está pronta para o que der e vier. Mas quando um cadáver é deixado à porta de sua casa, Eve sabe que só com toda a sua força e inteligência poderá sobreviver. Estará ela preparada para o caso mais complicado e perigoso da sua carreira? Poderá o seu marido, Roarke, ajudá-la quando a jovem começar a questionar as suas crenças sobre o que está certo e errado? É que confrontar a forma mais sedutora de maldade não será fácil… nem mesmo para Eve Dallas.

 

Refúgio, de Nora Roberts (23 de Abril)
Jo Ellen, fotógrafa de renome, pensava ter fugido à casa chamada Refúgio há muito tempo. Ali passara os seus anos mais tristes, depois do desaparecimento inesperado da mãe.
Contudo, a casa que encima as praias exóticas de uma ilha ao largo da Geórgia continua a assombrá-la. E agora, mais assustadoras ainda são as fotografias que alguém lhe começa a enviar: primeiros planos sinistros e puros, culminando no retrato mais chocante de todos, o da mãe… nua, bela e morta. Jo terá de regressar à ilha da sua infância e à família que procurou esquecer. Com a ajuda de um homem, descobrirá toda a verdade sobre o seu trágico passado. Mas o seu Refúgio pode revelar-se o local mais perigoso de todos…

 

Finalmente, com a chancela Camões & Companhia, será lançado no dia 16 A Biografia de Sherlock Holmes, de W.S. Baring Gould.

A Biografia de Sherlock Holmes, de W.S. Baring Gould (16 de Abril)
Sherlock Holmes tornou-se uma lenda, e o seu nome é sinónimo das mais brilhantes investigações criminais. Esta é a primeira biografia detalhada da personagem, de um rigor meticuloso e entusiasmo vibrante. Acompanhando a carreira de Holmes, W. S. Baring-Gould revela muitos factos desconhecidos: as suas origens e início de vida, os anos erráticos em Oxford, Cambridge e Bart’s, bem como um interlúdio nos palcos dos Estados Unidos e Inglaterra. São também reveladas as relações pouco conhecidas de Holmes com outras celebridades do seu tempo – incluindo o rei Eduardo VII, Karl Marx, Lewis Carrol e Bernard Shaw. Para os leitores há muito familiarizados com os feitos soberbos de dedução de Holmes, assim como para os recém-chegados às suas notáveis investigações, A Biografia de Sherlock Holmes é leitura irresistível e fascinante.


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.