Home / Das palavras às imagens / Das Palavras às Imagens (2)

Das Palavras às Imagens (2)

Os filmes do “Planeta dos Macacos“ foram dos filmes de ficção científica com maior sucesso, marcando a história do cinema durante as décadas de 60/70. Ajudados por um mundo politicamente activo e em efervescência, em plena mudança, os filmes foram um dos grandes sucessos cinematográficos daquelas décadas. A forma como os actores foram caracterizados e os efeitos especiais avançados para a altura, além dos argumentos com imensas críticas sociais, levaram a que um imenso público, de todas as gerações, idolatrassem esta saga.
Curiosamente, e ao contrário do que se podia prever, os filmes apenas vão buscar alguns pontos essenciais do livro, existindo algumas diferenças substanciais, como por exemplo, o filme ser passado na Terra, e não num planeta distante como no livro, o que, para mim, valorizou, e muito, os filmes; aquela última cena do primeiro filme (ver imagem ao lado) é tocante, sendo considerado um dos melhores finais de sempre.


A história deu origem a 6 filmes: “O Homem que veio do Futuro” é o primeiro, donde o homem embarca numa viagem intergaláctica, que depois vimos ser uma viagem no tempo, aterrando num planeta onde os macacos escravizam humanos. É o filme onde mais absorve a história do livro embora deixando algumas pontas soltas.

“O segredo do Planeta dos Macacos” é a sequela, embora com alguns momentos mais fracos, do que o primeiro filme, tendo um final apocalíptico.

“Fuga do Planeta do Macacos” é o 3.º capítulo da saga, sendo o filme mais divertido de todos. Desta vez a história gira ao contrário: 3 macacos inteligentes do futuro voltam ao passado, surpreendendo os humanos; o filme vai-se tornando numa grande sátira social, tendo um final verdadeiramente dramático e inteligente.

A conquista do Planeta dos Macacos“ e “A Batalha pelo Planeta dos Macacos” completam esta saga. Os dois filmes são os mais violentos, e onde a crítica social é mais dura, não perdendo a inteligências dos anteriores.

Por fim, o realizador Tim Burton, na década de 90, pegou nessa história e fez um remake inteligente da trama, embora com ligeiras diferenças.

“O Planeta dos Macacos“ ainda teve direito a uma série televisiva e de desenhos animados, as quais ainda não vi, além de ser um dos filmes onde o imenso merchandising leva a que as sucessivas gerações não esqueçam uma saga que merece ser sempre recordada. – Ricardo


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.