Home / Questionário / Questionário (IX)

Questionário (IX)

Hoje é o dia do nosso já habitual questionário. Esta semana, as respostas são da Maria Manuel do blog Marcador de Livros. Mais uma vez, obrigado pela disponibilidade e simpatia!
 

1 – Como surgiu a ideia de criares um blog sobre livros?
O meu gosto pela leitura vem de muito nova. O blog surgiu precisamente pelo gosto de ler de partilhar as minhas impressões com outros amantes das leituras.

 

2 – És uma leitora rápida? Quantos livros lês, em média, por mês?
Sou uma leitora rápida, sobretudo se estiver a gostar do que estou a ler. Há livros mais fáceis do que outros, mas normalmente leio em média um a dois livros por semana. Portanto, por mês lerei entre seis a oito livros.

 

3 – Qual é o teu livro preferido de sempre e porquê?
Tenho dois livros de eleição que marcaram diferentes épocas: O Principezinho do Saint-Exupery e o Ano da Morte de Ricardo Reis do José Saramago. O primeiro foi-me dado na infância e numa primeira leitura, apesar de não ter entendido o significado de todas as coisas, prendeu-me bastante. Uns anos mais tarde, li-o novamente e descobri novos significados. É que, apesar de aparentar ser um livro para crianças, o livro tem um grande teor filosófico que só numa idade mais avançada é que se começa a apreender certas passagens. É um livro delicioso. Quanto ao Ano da Morte de Ricardo Reis, comecei por lê-lo por gostar muito de Fernando Pessoa e por ter lido o primeiro livro de Saramago e ter adorado que foi “Memorial do Convento”. Adorei a forma como Saramago fez a história do heterónimo pessoano, e como a transpôs para uma realidade, penso eu, muito próxima de Fernando Pessoa, o meu autor preferido em termos de poesia. Portanto, poderia ainda acrescentar um terceiro livro Obra Completa de Fernando Pessoa.

 

4 – O que te leva a identificares-te com uma personagem/história?
Acho que isso depende muito do estado de espírito quando partimos para um livro. No entanto, a personagem tem que ter algo de mim, nem que seja algo que eu gostaria de ter sido nalguma ocasião. Mas não é difícil identificar-me com uma das personagens do livro que estou a ler até porque quando leio entro no livro e faço-me transportar para o tempo e espaço em que ele se insere.

 

5 – Género literário preferido e que livro recomendarias dentro do mesmo?
Gosto de vários géneros literários e penso não ter nenhum de eleição. Gosto de romance, romance histórico, romance policial… o género de livros que menos gosto é Ficção Científica embora tenha gostado do Admirável Mundo Novo, 1984, O Triunfo dos Porcos, entre outros. Mas dentro do romance histórico recomendo qualquer livro de Juliette Benzoni, do romance policial a mestre Agatha Christie, poesia Fernando Pessoa e romance Sveva Casati Modignani.

 

6 – O que achas das adaptações cinematográficas de livros?
Normalmente fico desiludida com as adaptações cinematográficas. Isso aconteceu-me com diversos livros que li e que posteriormente vi no cinema. Exemplos como A Dália Negra; Duas Irmãs, Um Rei; PS: I Love You; O Código Da Vinci, foram uma desilusão sobretudo por terem suprimido episódios chave (pelo menos para mim) da história.

 

7 – Qual é a tua opinião sobre os e-books?
Apesar de ler alguns livros em formato e-book não aprecio muito a leitura. Não há nada como sentir as folhas do livro, ter o prazer de o folhear, de o cheirar. O e-book tira esse prazer além de não ser nada prático. Estou há semanas a ler A Sombra e o Vento no formato e-book e estou a demorar bastante tempo para o terminar por causa disso. Passo todo o dia ao computador que, quando chego a casa raramente me dá vontade de o ligar para ler o livro, apesar de estar a adorar.

 

8 – Tens alguma ideia sobre o que deveria ser feito para aumentar os índices de leitura em Portugal?
Aumentar os índices de leitura em Portugal é tarefa complicada. Primeiro porque os hábitos de leitura devem ser incutidos desde criança e o que se vê é que nem os pais gostam de ler, quanto mais dar livros aos filhos. Depois, se os livros fossem mais acessíveis haveria mais pessoas a comprá-los. Sinceramente, acho os livros caríssimos e quem gosta de ler como nós gasta, por mês, rios de dinheiro.

 

9 – A leitura é uma paixão que nasce connosco ou está mais dependente de factores externos (muitos livros em casa desde a infância, etc.)?
Penso que o gosto pela leitura vem de infância. Pelo menos comigo foi assim. Os meus pais sempre foram pessoas que leram muito, e havia sempre uma altura do dia dedicado à leitura. Nessa altura eu sabia que não podia fazer mais nada senão ler. A minha mãe recorda a altura em que, ainda sem saber ler, havia um amigo da família que levava banda desenhada da Disney e passava tempos a contar-me histórias. Quando estava sozinha olhava para as imagens e entretinha-me a recriá-las. Portanto, penso que a minha paixão vem daí. Mas, hoje em dia, a maioria dos adultos não gosta de ler e não quer perder tempo a incutir o gosto pela leitura nos filhos. Para eles é mais fácil dar-lhe um jogo para o computador, apesar de bem mais caro, do que dispensar um pouco de tempo para a leitura.


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.