Home / Questionário / Questionário (VIII)

Questionário (VIII)


Como habitualmente, eis mais um questionário respondido, desta vez pela White_Lady. Mais uma vez agradeço a disponibilidade e as boas respostas!
 

1 – Como surgiu a ideia de criares um blog sobre livros?
Desde a escola que faço “fichas de leitura”, não só para manter um registo dos livros lidos mas também para escrever o que pensava sobre eles para, numa ocasião mais tarde no caso de uma releitura, confrontar as opiniões das diversas vezes em que os li. Nos últimos anos comecei a fazer essas fichas num documento em Word, pelo que pensei que não custava nada pegar no que aí escrevia e partilhar com outros.

 

2 – És uma leitora rápida? Quantos livros lês, em média, por mês?
Sou uma leitora relativamente lenta, que tanto pode ler 1 livro como 4 por mês. Depende de vários factores, nomeadamente disposição e tempo disponível.

 

3 – Qual é o teu livro preferido de sempre e porquê?
A Lua de Joana é o meu livro preferido. Foi com ele que descobri que podia viver histórias que não são as minhas e aprender com a experiência adquirida pela leitura. Antes disso lia apenas por divertimento, mas com este livro aprendi que para além de me divertir podia crescer como indíviduo, como pessoa.

 

4 – O que te leva a identificares-te com uma personagem/história?
Identifico-me mais com as personagens do que propriamente com as histórias. As personagens geralmente têm alguma característica com a qual me identifico ou têm uma qualidade/defeito que eu gostava de possuir pelo que costumo rever-me por vezes nelas. A história para mim é a “bagagem” da personagem que leva esta, e eu ao mesmo tempo, a crescer como pessoa.

 

5 – Género literário preferido e que livro recomendarias dentro do mesmo?
Gosto bastante de fantasia, já que se por um lado serve de escape ao nosso mundo, e podemos ter poderes especiais, os problemas continuam a ser os que temos e dá a entender que não são poderes mágicos que os superam, embora possam ajudar. O Senhor dos Anéis é o meu livro preferido neste género, pois é um exemplo disso. Qualquer que seja o nosso problema, poderemos contar com os que nos são próximos e com amigos que vamos encontrando na nossa viagem de descoberta.

 

6 – O que achas das adaptações cinematográficas de livros?
Há alguns bem conseguidos e outros nem tanto, mas acho de louvar o trabalho de um realizador que tenta dar a conhecer a sua visão de uma história que eu conheço. Há livros que certamente funcionam melhor como filme, acredito que O Terceiro Passo seja um desses casos, já que o livro vive de efeitos visuais e na nossa cabeça certamente não tem o mesmo impacto. Já com O Perfume passa-se o contrário, a descrição do olfacto é mais bem conseguido através da prosa do que da imagem.

 

7 – Qual é a tua opinião sobre os e-books?
Não é muito favorável. Há quem se queixe de andar com livros atrás, eu queixo-me de andar com aparelhos electrónicos atrás. Não acho cómodo e além disso acho que os monitores são mais prejudiciais à vista para além de me causar mais dores de cabeça. Para substituir o livro físico pefiro o formato aúdio que é mais cómodo, basta um leitor de MP3 e não é preciso forçar a vista, para além de providenciar um outro meio de experenciar uma história. Se o livro for lido de uma ponta a outra, há narradores capazes de interiorizar diferentes personagens, que conhecemos não só pela entoação da voz como pelo sentimento existente na mesma. Há também adaptações que são quase como “filmes” mas sem imagem, levando-nos quase a pensar que estamos no meio da acção.

 

8 – Tens alguma ideia sobre o que deveria ser feito para aumentar os índices de leitura em Portugal?
Não. Talvez acabar com a televisão e os videojogos, de modo a provocar um maior estímulo para encontrar um outro meio de passar o tempo. Acho que é esse o maior problema, não haver quem estimule a ler numa época em que há tanta distracção visual e tão pouco tempo disponível.

 

9 – A leitura é uma paixão que nasce connosco ou está mais dependente de factores externos (muitos livros em casa desde a infância, etc.)?
Acho que nasce connosco, que depende da maneira de ser de cada um. Eu tenho um irmão, cerca de um ano mais novo que eu, e desde sempre tivemos uma ávida leitora em casa e por isso vários livros. Enquanto eu adoro ler, o meu irmão para pegar num livro é complicado. Não quer dizer que não goste da história, mas não tem disposição para ler. Prefere empregar o tempo em que estaria sentado a ler, a fazer alguma coisa, a construir algo ou a jogar. Acho que depende de como cada um obtém a sua satisfação. Ele é mais a satisfação imediata, eu a longo prazo; ele vive mais da imagem, enquanto que eu prefiro as descrições; ele é mais adepto das acções dos personagens, eu prefiro as batalhas interiores…


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.