Home / 7/10 / [Opinião] Filipa de Lencastre, de Isabel Stilwell

[Opinião] Filipa de Lencastre, de Isabel Stilwell

Autor: Isabel Stilwell
Ano de Publicação: 2007
Editora: Esfera dos Livros
Páginas: 520
ISBN: 9789896260590
Origem: Comprado

Sinopse: Filipa de Portugal morreu de peste negra, tal como a sua mãe, a 15 de Julho de 1415. Com 55 anos. No dia 25 partiam de Lisboa 240 embarcações e um exército de 20 mil homens, entre os quais D. Duarte, o Infante D. Henrique e D. Pedro. A Praça de Ceuta caía cerca de um mês depois. D. Filipa não esperaria outra coisa dos seus filhos…Mulher de uma fé inabalável, conhecida pela sua generosidade, empreendedora e determinada a mudar os usos e costumes de uma corte tão diferente da sua, Filipa de Lencastre deu à luz, aos 29 anos, o primeiro dos seus oito filhos. A chamada Ínclita Geração, que um dia, como ela, partiria em busca de novos mundos e mudaria para sempre os destinos da nação.Frei John, o tutor já tinha previsto o seu destino nas estrelas. Nasceu Phillipa of Lancaster, filha primogénita de John of Gaunt, mas aos 29 anos deixou para trás a sua querida Inglaterra para se casar com D. João I de Portugal. A 11 de Fevereiro de 1387 o povo invadiu as ruas da cidade do Porto para aclamar carinhosamente D. Filipa de Lencastre, Rainha de Portugal. Num romance baseado numa investigação histórica cuidada, Isabel Stilwell conta-nos a vida de uma das mais importantes rainhas de Portugal. Desde a sua infância em Inglaterra, onde conhecemos a corte do século XIV, à sua chegada de barco a Portugal onde somos levados numa vertigem de sentimentos e afectos, aventuras e intrigas.

Opinião: D. Filipa de Lencastre é uma das rainhas mais emblemáticas da nossa história. Nascida e criada em Inglaterra, no seio da família real, Phillippa of Lancaster (o seu verdadeiro nome) viaja para Portugal aos 28 anos para casar com o primeiro Rei da Segunda Dinastia, D. João I, com o objectivo de reforçar a união entre os dois países. Do seu casamento, nasceram 8 filhos, a chamada Ínclita Geração, que deu início à era dos Descobrimentos Portugueses.

Como já tive oportunidade de referir aqui, tenho um imenso gosto pela história, e tudo o que se refira à do nosso país tem mais interesse ainda. Este livro, que acompanha toda a vida de Filipa de Lencastre, está dividido em duas partes distintas: a primeira relata o que sucedeu na vida de Filipa de Lencastre antes de viajar para Portugal; a segunda cobre o período no qual foi Rainha de Portugal. De um modo geral, e como seria de esperar, o livro é essencialmente baseado na sua personagem principal e gira em torno dos seus pensamentos, emoções, alegrias e desilusões.

Tenho de confessar que senti um pouco falta da “intriga política”, por assim dizer, que era bastante prolífera na altura. Por outras palavras, achei que poderia ter havido um pouco mais de enquadramento histórico, mas isso é única e exclusivamente uma questão de gosto pessoal. No que diz respeito à descrição dos costumes do período em causa, o livro permite-nos ter uma boa visão das mentalidades e das diferenças entre classes e entre homens e mulheres. Por fim, a escrita da Isabel Stilwell não me deslumbrou… a simplicidade é uma vantagem quando é bem utilizada, o que não me pareceu o caso. Posso dizer que a escrita é competente mas nunca muito cativante.

De um modo geral, para quem se interessa por este tipo de livros, é uma leitura agradável e, na grande maioria das vezes, interessante.

Classificação: 7/10 – Bom


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.