Home / Autores / Alexander Pushkin

Alexander Pushkin

Alexander Pushkin foi um escritor russo, nascido em 1799 e falecido em 1837, cujas qualidades poéticas desde cedo se manifestaram, tendo alcançado o reconhecimento público em 1820 com o poema “Ruslan e Ludmila”, uma exaltação da cultura medieval russa. Enquanto poeta, Pushkin fazia uso de expressões e lendas populares, marcando os seus versos com a riqueza e diversidade do idioma russo. Devido às suas ideias progressistas, foi desterrado, viajando, entre 1820 e 1824, pelo sul do Império Russo. No decurso deste período, compôs diversos poemas de influência byroniana, de entre os quais se destacam “O prisioneiro do Cáucaso”, “A fonte de Baktchisarai” e “Os ciganos”. No entanto, não deixou de inovar, introduzindo elementos realistas, o que o levou a designar o seu estilo como “romantismo realista”. Escreveu um romance em verso, “Yevgeni Onegin” , um retrato panorâmico da vida russa e que constituiu o ponto de partida para o romance realista russo do século XIX; publicou o drama histórico “Boris Gudonov” , em que evidencia a influência de Shakespeare. Em 1826, recebeu o perdão do imperador, regressando a Moscovo. Dois anos depois, escreveu “Poltav”, uma epopeia que narra a história de amor do cossaco Mazeppa. Cultivando, cada vez mais, a prosa, alcançou grande sucesso com obras como “Contos de Belkin” , “A Dama de Espadas” e “A Filha do Capitão” (fonte: Wook)

Poemas Narrativos

Ano Publicação OriginalTítulo OriginalTítuloEdição PortuguesaTradutor
1820Ruslan i Lyudmila
1820-21Kavkazskiy plennik
1821Gavriiliada
1821-22Bratya razboyniki
1823Bakhchisaraysky fontan
1824Tsygany
1825Graf Nulin
1829Poltava
1830Domik v Kolomne
1833Andjelo
1833Medny vsadnik(incluído em) O Cavaleiro de Bronze e Outros PoemasAssírio & Alvim (1999)Nina Guerra e Filipe Guerra

Romances em Verso

Ano Publicação OriginalTítulo OriginalTítuloEdição PortuguesaTradutor
1823–31Yevgeny OneginEugénio OnéguinRelógio d'Água (2016)Filipe Guerra e Nina Guerra

Teatro

Ano Publicação OriginalTítulo OriginalTítuloEdição PortuguesaTradutor
1825Boris Godunov
1830Malenkie tragedii
- Kamenny gost
- Motsart i Salyeri
- Skupoy rytsar
- Pir vo vremya chumy

Prosa

Ano Publicação OriginalTítulo OriginalTítuloEdição PortuguesaTradutor
1828Arap Petra Velikogo
1831Povesti pokoynogo Ivana Petrovicha Belkina
- VystrelO Tiro*Rosto Editora (2011)Margarida Pereira
- Metel
- Grobovschik
- Stanzionny smotritel
- Baryshnya-krestyanka
1834Pikovaya damaDama de EspadasInquérito (1942)José Marinho
A Dama de Espadas e outras Histórias **Civilização (1971)António Guimarães
Dama de EspadasAmigos do Livro (1975)Pedro Reis
A Dama de EspadasEstrofes & Versos (2010)Mónica Cozasenco
1834Kirdzhali
1834Istoriya Pugacheva
1836Kapitanskaya dochkaA Filha do CapitãoFutura (1976)Manuel de Seabra
1836Puteshestvie v Arzrum
1836Roslavlev
1837Istoriya sela Goryuhina
1837Yegipetskie nochi
1841Dubrovsky

* “O Tiro” foi publicado num volume entitulado “Contos Guerra”, conjuntamente com o conto “A Corte de Dinah Shadd”, de Rudyard Kipling.
** Desconhece-se quais os outros contos incluídos neste livro, para além de “A Dama de Espadas”.

Contos de fadas em verso

Ano Publicação OriginalTítulo OriginalTítuloEdição PortuguesaTradutor
1830Сказка о попе и о работнике его Балде
1830Сказка о медведихе
1831Сказка о царе Салтане
1833Сказка о рыбаке и рыбке
1833Сказка о мертвой царевне
1834Сказка о золотом петушке

Edições portuguesas em que não foi possível fazer correspondência com os originais:

  • A Casinha Solitária“, Inquérito (1940), tradução de José Barão. Em inglês, esta história teve o título “The Lonely Cottage on Vasilev Island“, e apareceu publicada no livro “Complete Prose Fiction“.
  • Contos de Aleksandr Púchkin“, Relógio d’Água (2004). Desconhece-se que contos contém esta edição.

Última atualização: 05-02-2017