Home / 4/5 / Opinião: Fraturado | Karin Slaughter

Opinião: Fraturado | Karin Slaughter

Autor: Karin Slaughter
Título Original: Fractured (2008) 
Série: Will Trent #2
Editora: TopSeller
Páginas: 412
ISBN: 9789898626844
Tradutor: Pedro Garcia Rosado
Origem: Comprado
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: Abigail Campano chega a casa e entra num cenário de pesadelo. Uma janela partida, uma pegada de sangue na escada e, a visão mais devastadora de todas, a sua filha adolescente morta no chão. Sobre ela está um homem com uma faca ensanguentada na mão. A luta que se segue vai mudar a vida de Abigail para sempre. Quando a polícia local comete um erro que não só ameaça a investigação mas também coloca em perigo a vida de uma jovem, o caso é entregue ao agente especial Will Trent do Georgia Bureau of Investigation. Will terá como parceira a detetive Faith Mitchell, do Departamento de Polícia de Atlanta, que logo no primeiro encontro lhe mostra que não é a sua maior fã.Sob o calor implacável do verão de Atlanta, Will e Faith percebem que só trabalhando juntos conseguirão travar o homicida brutal que tem como alvo uma das comunidades mais ricas e privilegiadas da cidade. Antes que seja tarde demais.

Opinião: Quando terminei Tríptico, tinha o segundo volume ali à mão, por isso imaginem o que aconteceu? Pois, não consegui resistir. Em termos cronológicos, Fraturado decorre pouco tempo depois dos acontecimentos do primeiro volume desta série e apresenta-nos uma estrutura de caso policial mais tradicional, quando comparado com o seu antecessor. Desta vez, trata-se de uma adolescente que é assassinada na sua própria casa e encontrada pela mãe, que acaba por lá chegar e encontrar o assassino ainda no cenário do crime. O que à primeira vista poderia parecer um caso de fácil resolução, acaba por revelar-se mais complexo pela multiplicidade de pistas e cenários e, como seria de esperar, o agente especial Will Trent é chamado para dar uma mãozinha.

Pessoalmente, a principal expectativa que tinha para este segundo volume era saber se a autora conseguiria manter o nível em termos de enredo e do desenvolvimento das personagens principais e dos seus relacionamentos. O livro é viciante, ainda que o caso me tenha parecido ligeiramente menos interessante do que o de Tríptico e considere que alguma repetição de ideias em relação aos crimes em si e às motivações do criminoso não tenham contribuído muito para que Fraturado sobressaísse face à história que o antecede. Contudo, tenho de dizer que gostei muito da forma como Karin Slaughter entrelaçou o caso com a vida passada de Will, sem parecer forçado e ajudando o leitor a perceber melhor esta complexa personagem. Várias aparecem novamente e outras são apresentadas, com destaque para Faith, com quem Will tem de trabalhar neste caso. Suspeito que vamos voltar a ouvir falar dela.

Este é também um livro que fala de momentos marcantes na nossa vida, aqueles a partir dos quais sentimos que mudámos para sempre. Todos os temos: às vezes, parece que nos estamos a afogar mas, de alguma forma, conseguimos regressar à superfície, ainda que o ar que voltamos a respirar aparente ser totalmente diferente. Também Will é uma personagem fraturada e de múltiplas cores pela infância e juventude que vivenciou, praticamente sem amor, mas continua a tentar sobreviver da forma que melhor consegue. É uma personagem de quem muito dificilmente o leitor não gostará e pela qual é fácil desenvolver um carinho especial.

Fraturado é um bom sucessor de Tríptico. Diferente em vários aspetos, mas quanto a mim cumpre o seu maior desígnio, que era o de solidificar a personagem principal e manter o leitor suficientemente interessado para continuar a ler a série. 

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante  


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.