Home / 3/5 / Opinião: A Casa da Beleza | Melba Escobar

Opinião: A Casa da Beleza | Melba Escobar

Autores: Melba Escobar
Título Original:
 La casa de la belleza (2015)
Editora: Suma de Letras
Páginas: 246
ISBN: 9789896655501
Tradutor: Paulo Ramos
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Karen, esteticista na Casa da beleza, converte-se na chave para resolver o mistério da morte de uma das suas clientes. Com quem se ia encontrar a cliente de Karen? Uma perspectiva da sociedade colombiana, a partir de uma lente feminina, onde são abordadas as relações raciais, a corrupção e o problema do género.

Opinião: Independentemente de tudo o resto, a capa deste livro é fenomenal. O contraste entre o rosa e o azul suaves e as pingas de sangue deixa adivinhar que estamos perante uma história de dicotomias, e assim que iniciamos a leitura e mergulhamos na sociedade colombiana atual, percebemos que este livro não poderia ter uma capa mais adequada.

A personagem central do livro é Karen, uma mulher de origens humildes que ruma a Bogotá em busca de uma vida melhor para ela e para o filho, que por enquanto ficou a viver com a avó. Arranja emprego na Casa da Beleza, um centro estético a que recorrem mulheres e homens ricos e influentes, onde Karen vislumbra estilos de vida a que, provavelmente, nunca poderá ambicionar. Uma das suas clientes, ainda adolescente, aparece morta pouco tempo de ter sido atendida por ela, e Karen parecer ser a chave para a resolução de um crime que inicialmente foi tido como suicídio.

A Casa da Beleza é um livro, sobretudo, de crítica social, sendo os elementos de thriller pontuais e, na minha opinião, apenas secundários à história que Melba Escobar quer aqui contar. Trata-se de um enredo onde as questões centrais são as diferenças de classes e a banalização do crime, da violência e do tráfico de influências na Colômbia atual, não esquecendo a profunda misoginia que ainda existe neste país sul-americano. Karen é o rosto das várias mulheres que continuam a lutar por ter uma vida melhor, mas que acaba por se render às evidências e ser, por assim dizer, engolida pelo sistema.

Li este livro num dia, porque é uma história que se presta a isso. O leitor sente-se envolvido na história e quer saber como vai Karen conseguir sair de todas as complicações em que se vê envolvida. Foi interessante a escolha de uma das clientes de Karen como narradora, porque permite criar algum mistério em redor daquela personagem e das suas intenções. O final, ainda que apresente algumas reviravoltas interessantes, acabou por me parecer algo apressado.

No final de contas, foi uma leitura interessante, que me apresentou uma realidade que apenas conhecia superficialmente e que toca em aspetos sociais atuais e pertinentes, mesmo quando analisados fora do contexto apresentado.

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.