Home / 4/5 / Opinião: Antes de Sermos Vossos | Lisa Wingate

Opinião: Antes de Sermos Vossos | Lisa Wingate

Autor: Lisa Wingate
Título Original:
 Before We Were Yours (2017)
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 368
ISBN: 9789897103056
Tradutor: Jorge Colaço
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Inspirado em factos verídicos, esta é a história de duas famílias e da terrível injustiça que as mudou para sempre. Nascida num mundo de riqueza e privilégio, Avery Stafford tem tudo. Filha adorada de um senador americano, com a sua própria carreira como advogada e um noivo maravilhoso à espera em Baltimore, ela vive uma vida encantada. Mas quando regressa a casa para ajudar o pai com um problema de saúde, um encontro casual com May Crandall, uma idosa desconhecida, deixa Avery profundamente abalada. Ao decidir descobrir mais sobre a vida de May irá embarcar numa viagem pela história oculta de crianças roubadas e adoções ilegais. E cedo irá desvendar um segredo que pode levar à devastação… ou à redenção. Baseado num dos mais conhecidos escândalos da América — em que uma instituição de adoção vendeu crianças a famílias ricas —, este romance comovente e fascinante recorda-nos como, apesar de os caminhos que tomamos levarem a muitos lugares, o coração nunca esquece onde pertencemos.

Opinião: Este livro já andava debaixo de olho desde que, no ano passado, foi o vencedor dos prémios Goodreads (votados pelos leitores) na categoria de romance histórico. Como já disse por aqui algumas vezes, tendo a gostar muito de livros que alternam linhas narrativas entre presente e passado, com um mistério pelo meio que se vai desenvolvendo no decorrer do livro. Tenho a escritora Kate Morton como referência dentro do género dual-time, mas ando sempre a tentar descobrir novos autores que consigam escrever histórias cativantes, numa espécie de dois em um que, sendo bem feito, tem todo o potencial para se tornar um livro marcante.

Lisa Wingate baseia o enredo de Antes de sermos vossos em factos verídicos: entre as décadas 1920 e 1950, a norte-americana Georgia Tann liderou um esquema de venda de crianças, a coberto do orfanato/lar de acolhimento que dirigia, roubando várias crianças aos pais para as poder vender a casais ricos à procura de um filho que não conseguiam ter. No presente, a filha do senador Stafford, Avery, visita um lar de idosos no âmbito de um evento onde acompanha o pai; nessa ocasião, conhece May Crandall e vários indícios levam-na a suspeitar que possa existir uma ligação entre ela e a sua avó Judy. Avery parte, assim, para uma viagem ao passado, convencida que existe um segredo na vida da sua avó que merece ser desvendado.

A narrativa alterna capítulos do ponto de vista de Avery, no presente, e de Rill Floss, em 1939. Rill era a mais velha de cinco crianças que viviam, pobres mas felizes, com os pais num barco que navegava no Rio Mississípi. Quando Queenie, a mãe, tem de ser levada para o hospital para dar à luz, as cinco crianças são raptadas para entrar no esquema ilegal de adoções de Georgia Tann, iniciando-se assim um verdadeiro pesadelo na vida destes miúdos.

Gostei bastante da forma como Lisa Wingate desenvolveu a sua história. Continuo a achar que não é fácil escrever uma boa história com esta estrutura, mas a autora saiu-se muito bem. A história mantém o suspense até quase o final, conseguindo manter o leitor interessado no desenlace do enredo, enquanto o cativa com uma escrita rica e evocativa. Neste tipo de livros, por vezes acontece termos mais interesse numa das linhas narrativas, mas neste caso senti-me igualmente cativada pelas duas, ainda que tenha achado que a do presente é ligeiramente mais previsível, em especial no que respeita à vida pessoal de Avery.

No final de contas, Antes de sermos vossos foi um livro de que gostei imenso. Foi o ponto de partida para conhecer uma história verídica e angustiante, onde é, de certo modo, feita uma homenagem a todas as vítimas deste esquema horrendo. Recomendo vivamente!

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.