Home / Célia / Opinião: Uma Esperança Mais Forte do que o Mar | Melissa Fleming

Opinião: Uma Esperança Mais Forte do que o Mar | Melissa Fleming

Autor: Melissa Fleming
Título Original:
 A Hope More Powerful Than the Sea: One Refugee’s Incredible Story of Love, Loss, and Survival (2017)
Editora: Porto Editora
Páginas: 240
ISBN: 9789720048943
Tradutor: Ana Maria Chaves, Maria da Luz Rodrigues e Márcia Montenegro
Origem: Recebido para crítica
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: Uma Esperança Mais Forte do que o Mar é uma chamada de atenção para a situação dramática por que passam largos milhares de refugiados sírios que procuram abrigo na Europa, tentando escapar a uma guerra que destruiu o seu país. Esta é a história extraordinária de uma jovem corajosa e da sua luta pela sobrevivência.

Opinião: Confesso que, até ter pegado neste livro, não sabia qual o motivo da longa guerra que assola a Síria há vários anos. Claro que vejo as notícias e estou a par dos dramas dos refugiados, mas nunca tinha aprofundado o tema. Uma Esperança Mais Forte do que o Mar é uma história de vida pessoal de uma jovem síria, cujo destino foi profundamente afetado por este conflito. Melissa Fleming, diretora de Comunicação e porta-voz do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados conheceu Doaa Al-Zamel, que fugiu da Síria com a sua família para o Egito devido à guerra civil no seu país e que, mais tarde, tentou rumar à Europa com o seu noivo, à procura de uma vida melhor, e achou que a sua vida mereceria ser dada a conhecer em forma de livro.

As viagens de barco pelo Mediterrâneo, em condições muito precárias, e que já resultaram em milhares de mortos, deram origem a muitas manchetes e notícias na televisão. Recordo com particular angústia a imagem da criança morta encontrada numa praia. Muitas outras pessoas, de todas as idades, embarcaram (e continuam a embarcar) nestas viagens perigosas porque, na verdade, não vêm outra alternativa para conseguirem aquilo a que todos os seres humanos têm direito, que é uma vida digna, em segurança, com oportunidades de emprego e educação.

A história de Doaa têm o condão de dar um rosto a todos estes refugiados. A sua sobrevivência ao naufrágio do barco em que viajava poderá atribuir-se tanto à sua resiliência extraordinária como a uma boa dose de sorte, mas a tragicidade que a acompanha tornam-na particularmente notável. Doaa sobreviveu 4 longos dias no mar, em cima de uma boia, tendo visto entretanto dezenas de pessoas morrerem afogadas, por cansaço ou desespero, incluindo Bassem, o seu noivo, com quem tinha viajado em busca de uma vida melhor. A juntar a tudo isto, Doaa conseguiu manter vivas duas bebés no seu colo, até terem sido salvas, ainda que uma delas não tenha resistido aos dias de privação por que passou.

Muito provavelmente, esta jovem mulher carregará para o resto da vida os fantasmas das pessoas que viu morrer e dos seus sonhos destruídos, mas fez das fraquezas forças e está atualmente a lutar para se educar e para contar a sua história e a do seu país ao mundo. Não é que não saibamos o que se passa na Síria, mas tendemos a desvalorizar porque não é algo que afete o nosso dia-a-dia. Por isso, acho que vale a pena conhecer a história de Doaa e tentar ajudar da forma que for possível, mais que não seja comprando este livro, de cujo valor reverte 1€ para o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados. Também podem fazer doações aqui.

Gostei bastante deste livro, na medida em que me fez, mais uma vez, dar graças por ter nascido num país pacífico, que mesmo com todos os seus defeitos, proporciona segurança, educação e um sistema de saúde aos seus cidadãos, situação condigna com o que se quer de uma sociedade civilizada.

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.