Home / 4/5 / Opinião: Boneca de Trapos | Daniel Cole

Opinião: Boneca de Trapos | Daniel Cole

Autor: Daniel Cole
Título Original:
 Ragdoll (2016)
Série: Detective William Fawkes #1
Editora: Suma de Letras
Páginas: 472
ISBN: 9789896652920
Tradutor: José Remelhe
Origem: Recebido para crítica
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: William Fawkes, um controverso detective conhecido por “Wolf”, acabou de ser reintegrado no seu posto após ter sido suspenso por agressão a um suspeito. Ainda sob avaliação psicológica, Fawkes regressa ao activo, ansioso por um caso importante. Quando se encontra com a sua antiga colega e amiga, a inspectora Emily Baxter, num local de crime, tem a certeza de que é aquele o grande caso: o corpo que encontram é formado pelos membros de seis vítimas, suturados de modo a formar uma marioneta, que ficou conhecida como “Boneca de Trapos”. Fawkes é incumbido de identificar as seis vítimas, mas tudo se complica quando a sua ex-mulher, que é repórter, recebe uma carta anónima com fotografias do local do crime, acompanhada de uma lista na qual constam os nomes de seis pessoas e as datas em que o homicida tenciona assassiná-las. O último nome da lista é o de Fawkes. A sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf. O detective teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com o seu passado – do que qualquer um possa imaginar.

Opinião: Já não há dúvidas que o thriller/policial é um dos géneros do momento em Portugal. Vários têm sido os lançamentos e é frequente vermos estes livros nos tops das livrarias. Eu não estou imune a este entusiasmo e tem mesmo sido um dos géneros que mais tenho lido e gostado recentemente. Boneca de Trapos é a aposta mais recente da Suma de Letras, uma das editoras cujas publicações mais se têm destacado neste género literário. Tive a sorte de receber uma cópia antecipada deste livro, que estará disponível a partir de hoje em todas as livrarias, e estou muito grata por isso. O livro vinha acompanhado de alguns materiais promocionais – convido-vos a ver este pequeno vídeo que fiz quando recebi a encomenda em casa.

Boneca de Trapos é o primeiro volume de uma nova série policial que tem como protagonista o detetive William Fawkes. A história deste livro foi originalmente trabalhada pelo escritor britânico Daniel Cole para o episódio piloto de uma série televisiva, mas como essa iniciativa não foi bem sucedida acabou por se transformar num livro. Depois de terminada a leitura, posso afirmar que tem uma atmosfera e dinâmica muito cinematográficas e poderá facilmente conhecer uma futura adaptação. É um livro que parte de uma premissa bastante macabra: é encontrado pela polícia um corpo que contém partes de 6 pessoas diferentes. O apartamento onde é feita esta descoberta situa-se perto da residência de William Fawkes, o detetive também conhecido como Wolf, e algumas pistas encontradas no local, bem como informações que chegam à ex-mulher de Fawkes, deixam em aberto uma relação entre o crime e a vida passada de Fawkes.

A personagem principal, Wolf, tem um passado conturbado. Quando percebeu que um horrendo criminoso iria escapar impune, perdeu a cabeça num tribunal e acabou por ser suspenso da sua profissão. Depois de se provar a culpa desse homem, Wolf acabou por regressar ao trabalho, mas o passado teima em persegui-lo e depressa percebe que o caso “Boneca de Trapos” está relacionado com o seu passado. O assassino deu a conhecer uma lista de 6 pessoas que irá matar, bem como as datas em que cada uma irá morrer, e Wolf é o último da lista. A narrativa assume, assim, um ritmo frenético, uma verdadeira corrida contra o tempo que está a passar e as vidas que estão em jogo.

Gostei do desenvolvimento lateral das personagens e dos relacionamentos entre elas, apesar de achar que há ainda bastante espaço para aprofundar esta componente. Wolf é uma personagem algo ambígua e esta é uma sensação que se mantém até ao final. O enredo leva-nos a questionar o sentido de justiça e as várias formas de a pôr em prática, tanto a legal como a menos convencional. Apesar de não ter achado o enredo completamente original, foi uma leitura cativante e com um final que consegue surpreender. Fiquei com muita vontade de ler a continuação!

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.