Home / 5/5 / Opinião: A Revelação do Bobo | Robin Hobb

Opinião: A Revelação do Bobo | Robin Hobb

Autor: Robin Hobb
Título Original: Fool’s Quest (2015) 
Série: O Assassino e o Bobo #2, The Fitz and the Fool Trilogy #2.1 | Realms of the Elderlings #15.1
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 368
ISBN: 9789897730931
Tradutor: Jorge Candeias
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Depois de garantir que nunca mais a deixaria só ou negligenciada, Fitz abandonou a sua filha Abelha para correr para Torre do Cervo a fim de tentar salvar a vida do velho amigo Bobo. A consequência foi a mais terrível: um ataque à sua casa e o rapto da pequena, que desaparece sem deixar rasto. Encontramo-lo neste volume dilacerado entre as obrigações para com o Bobo e o que a consciência lhe exige que faça para tentar recuperar a filha. Mesmo o regresso a Torre do Cervo traz grandes perigos, pois no local onde nasceu e viveu durante muitos anos ainda perdura a sua má fama de Bastardo Manhoso e assassino. O que poderá Fitz fazer para trazer a paz de novo ao seu mundo?

Opinião: Eis-me de volta às aventuras dos meus queridos Fitz e Bobo. A Revelação do Bobo é o 2.º volume da série O Assassino e o Bobo, depois de O Assassino do Bobo, correspondendo à primeira metade do segundo volume da trilogia original. Antes de passar à história propriamente dita, queria só deixar o aviso que a minha opinião pode eventualmente conter spoilers relativamente ao primeiro livro desta série e aos livros anteriores que têm Fitz como protagonista. Portanto, se têm intenção de lê-los, avancem com cautela. 

O Assassino do Bobo termina num enorme cliffhanger: a pequena filha de Fitz, Abelha, foi raptada, enquanto ele virava as suas atenções para salvar a vida do seu amigo de longa data, o Bobo. Estava muito curiosa para conhecer os desenvolvimentos seguintes e este volume ofereceu-me já várias respostas. Fitz passa boa parte deste livro em Torre do Cervo, a tentar curar o Bobo das suas feridas físicas e psicológicas, enquanto volta aos meandros da corte. O estado frágil do seu grande amigo e o rapto da sua filha são mais duas coisas más a juntar ao enorme rol de coisas más pelas quais Fitz já passou, mas nem tudo é negativo: há coisas muito boas (e esperadas pelo leitor) a acontecer neste livro. Quem acompanha Fitz desde o início e viveu com ele todas as agruras que a vida lhe reservou, aprendeu a valorizar os momentos que redimem esta personagem; este livro, apesar de apresentar novos desafios a Fitz, tem também momentos realmente emocionantes e que dificilmente deixarão alguém indiferente.

Por esta altura, eventualmente já sabem que Robin Hobb é a minha escritora preferida. Antes de pegar neste livro, estava a passar por uns dias em que a vontade de ler não abundava; assim que o abri, parece que se fez magia. Deixei-me, mais uma vez, enredar nas suas palavras e no seu mundo e, mais uma vez, admirei a extrema habilidade que tem em expressar emoções e em criar empatia com o leitor. É cada vez mais raro encontrar isto numa história e é por isso que valorizo cada livro dela que tenho o privilégio de abrir.

Por ser apenas a primeira metade de um livro original, A Revelação do Bobo é um livro que deixa muitas pontas soltas, mas que nem por isso deixa de ser emocionante ou impactante. As respostas estão a começar a aparecer e mal posso esperar para saber o que a história me irá trazer. Recomendo sem reservas.

Classificação: 5/5 – Adorei


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.