Home / 4/5 / Opinião: Still Me | Jojo Moyes

Opinião: Still Me | Jojo Moyes

Autor: Jojo Moyes
Ano de Publicação: 2018
Série: Me Before You #3
Formato: Audiobook (13h20m)
Narrador: Anna Acton
Origem: Oferta (Audible)
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: Louisa Clark arrives in New York ready to start a new life, confident that she can embrace this new adventure and keep her relationship with Ambulance Sam alive across several thousand miles. She steps into the world of the superrich, working for Leonard Gopnik and his much younger second wife, Agnes. Lou is determined to get the most out of the experience and throws herself into her new job and New York life. As she begins to mix in New York high society, Lou meets Joshua Ryan, a man who brings with him a whisper of her past. Before long, Lou finds herself torn between Fifth Avenue where she works and the treasure-filled vintage clothing store where she actually feels at home. And when matters come to a head, she has to ask herself: Who is Louisa Clark? And how do you reconcile a heart that lives in two places? Funny, romantic, and poignant, Still Me follows Lou as she navigates how to stay true to herself, while pushing to live boldly in her brave new world.

Opinião: Há muita gente que acha que o famoso livro Me Before You, primeiro desta série, não precisava de uma sequela. Foram várias as pessoas que não leram a continuação ou que, tendo lido, não gostaram. Eu não fui uma delas: penso que a história original teria ficado bem sem os volumes seguintes, mas depois de ler Viver Sem Ti dei por mim entusiasmada por continuar a acompanhar a vida da notável Lou Clark. Assim, queria naturalmente ver o que o futuro lhe reservaria depois de ter decidido, no final do livro anterior, aceitar um emprego em Nova Iorque, deixando para trás família e namorado.

Still Me continua imediatamente depois do acontecimentos no final do segundo volume, quando Lou chega a Nova Iorque e começa a trabalhar como assistente de uma socialite sensivelmente da sua idade. Agnes é polaca, a segunda esposa de um homem muito rico, e continua a lutar por encontrar o seu lugar, não só nos inúmeros eventos sociais em que se vê envolvida, mas também no seio da família do marido e mesmo do pessoal que trabalha para ela. E é assim que Lou se vê envolvida num mundo tão completamente distante do seu que o leitor começa a temer que mude de forma irremediável. Enquanto a sua vida profissional parece correr às mil maravilhas, o mesmo já não se pode dizer da sua vida pessoal; a relação à distância com Sam começa a revelar algumas fragilidades, pondo à prova os sentimentos de Lou.

Confesso que só por volta do último terço deste livro consegui perceber onde é que Jojo Moyes queria chegar com tudo o que estava a acontecer na vida de Lou. Apesar das novas experiências que estava a ter no ambiente nova-iorquino, achava que tinha sido um erro a personagem ter aceitado aquele emprego, por tudo se passar num mundo que não condizia com ela e porque a distância relativamente ao seu país estava a fragilizar as relações com as pessoas que amava. Fiquei ainda mais convencida disso quando as coisas começam a dar para o torto a nível profissional e a questionar-me o que raio continuava ela a fazer em Nova Iorque. Felizmente, achei que no final tudo fez sentido. Eu sei que é cliché dizer que as adversidades nos tornam mais fortes e que só nos devemos arrepender das decisões que não tomamos, mas é verdade. Estas duas constatações são os grandes temas deste livro.

Nem sempre a bondade compensa, é certo, mas acho que mesmo assim vale a pena tentar. É esse o ensinamento que Lou nos deixa. Também nos deixa a ideia que é importante preocuparmo-nos e cuidarmos dos outros, mas não nos devemos esquecer de nós e dos nossos sonhos. Jojo Moyes tem o dom de escrever personagens – e Lou Clark talvez seja o melhor exemplo disso – que criam uma enorme empatia com o leitor, reais e palpáveis. Não tenho a certeza que a história de Lou termine em Still Me, mas é certo que, caso a autora continue a partilhar a sua vida com o leitor, cá estarei para continuar a segui-la.

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.