Home / 4/5 / Opinião: Manual para Mulheres de Limpeza | Lucia Berlin

Opinião: Manual para Mulheres de Limpeza | Lucia Berlin

Autor: Lucia Berlin
Título Original:
 A Manual for Cleaning Women: Selected Stories (2015)
Editora: Alfaguara
Páginas: 526
ISBN: 9789896650650
Tradutor: Rita Canas Mendes
Origem: Comprado
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: “Manual Para Mulheres de Limpeza” reúne o melhor da obra da lendária escritora norte-americana Lucia Berlin, comparada a escritores como Raymond Carver, Richard Yates, Marcel Proust e Chekov. Com um estilo muito próprio, Lucia Berlin faz eco da sua própria experiência – tão rica quanto turbulenta – e cria verdadeiros milagres a partir da vida de todos os dias. As suas histórias são pedaços de vidas convulsas. Histórias de mulheres como ela: mulheres que riem, choram, amam, bebem, vivem e sobrevivem. Histórias de mães e filhas, casamentos fracassados e gravidezes precoces. Histórias de emigração, riqueza e pobreza, solidão, amor e violência. Seja em salões de cabeleireiro, lavandarias, consultórios de dentistas ou colégios de freiras, nestas páginas acontece o inesperado. Testemunham-se os pequenos milagres e tragédias da vida, que Lucia Berlin trata por vezes com humor, por vezes com melancolia, mas sempre com comovente empatia e extraordinária vivacidade, como se as personagens e os lugares – extraordinariamente reais, saltassem da página.

Opinião: Tinha muitas expectativas para este livro. Foram suficientes as comparações com Richard Yates, bem como aquela aura de magia que acompanha a descoberta de uma autora que, até à publicação desta compilação de contos, permanecia praticamente desconhecida, mesmo no seu país natal (e este facto evocou a minha descoberta de John Williams e do seu maravilhoso Stoner).

Manual para Mulheres de Limpeza inclui 44 contos desta autora norte-americana – não todos os que escreveu e publicou em vida, mas uma boa parte deles, e eventualmente os mais importantes estão aqui incluídos. Ao longo dos seus 68 anos, Lucia Berlin levou uma vida errante, tendo vivido em vários estados do seu país, mas também no Chile. Casou-se três vezes, teve quatro filhos e inúmeros problemas com o álcool, para além de outras questões de saúde. E porque é que falo na vida pessoal da autora? Bem, porque foi aqui que ela se inspirou para escrever todas as histórias que encontramos nesta compilação. 

No conto Ponto de Vista, a autora explica-nos um pouco da sua arte, de como usa a realidade para compor as suas histórias. E essa realidade é aquilo que torna as suas histórias marcantes na sua brutalidade, muitas vezes pontuada por momentos de humor negro. Há aqui histórias dolorosas e difíceis de ler, como aquelas que se focam na dependência do álcool ou no aborto, mas mesmo nessas encontramos raios de luz que nos ajudam a ultrapassar os momentos mais complicados.

Sente-se, ao ler estes contos, que Lucia Berlin é todas as mulheres que descreve, mas ao mesmo tempo nenhuma delas. A mulher real está algures por ali, quando se juntam as peças certas. A qualidade da sua prosa é inegável, muitas vezes contida e noutras tantas implacável. Não recomendo que estes contos sejam consumidos de rajada, pelo tanto que há para apreender e pelo ar que precisamos depois de várias destas histórias. Acabou por não ser a leitura inesquecível que esperava, mais por uma questão de gosto pessoal do que por culpa da autora. No entanto, que fique claro: tudo o que está dentro deste Manual para Mulheres de Limpeza merece, sem dúvida, ser descoberto. Recomendo!

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.