Home / Artigos / Refletindo sobre… (12)

Refletindo sobre… (12)

Refletindo

Se na semana passada, o mais provável era estarem a digerir a refeição da Consoada, hoje o mais certo é ainda estarem a dormir quando este texto for publicado. De qualquer forma, há que manter um ritmo e honrar o meu compromisso de publicar às segundas-feiras, por isso aqui está o texto de hoje. Pensei em falar-vos um pouco das redes sociais e daquilo que tenho tentado fazer relativamente ao blogue. Também tenho contas pessoais nestas redes (ainda que só utilize com frequência o Twitter, que é a rede na qual mais me revejo), mas a verdade é que me fascina o valor acrescentado que se pode trazer a um blogue/site quando utilizadas de forma criativa, percebendo o que os utilizadores em determinada rede social procuram.

No Twitter, para além de publicar de forma automatizada os novos posts aqui no blogue e as imagens partilhadas no Instagram, vou tentando partilhar notícias que surgem diariamente e também alguns tweets de outros utilizadores relacionados com livros e a que acho particular graça. O imediatismo e o estar em cima do acontecimento são as melhores características do Twitter, aos quais junto a pertinência e bom humor. Sabendo quem seguir e como estar, é uma rede fantástica, que me tem ajudado a olhar para o mundo de outra forma, em especial numa época em que a desinformação abunda. A melhorar em termos de presença neste rede, talvez a tentativa de obter maior interação. 

Confesso que a minha paciência para o Facebook é cada vez menor, mas tenho consciência que é a rede social de maior alcance e, por isso, penso ser importante divulgar por lá o que se vai passando no blogue. Não acho que seja uma ferramenta tão interessante como o Twitter a nível de troca de ideias ou sequer de estar a par do que vai acontecendo, mas é onde está a maior parte das pessoas e, por esse motivo, vou tentando partilhar sempre os meus textos. Para a realização de passatempos, julgo ser o local ideal; o saber de experiência feita diz-me que é lá que têm maior adesão, aumentando a probabilidade de trazer novos leitores ao blogue.

Por fim, o Instagram. A presença nesta rede social que vive de fotos é mais recente, mas nem por isso menos interessante. Vou partilhando por lá fotos de novas aquisições, pilhas de livros lidos no mês, quando inicio novas leituras, etc. Há pouco tempo, decidi explorar as instastories, que são fotos/vídeos que partilhamos apenas durante 24 horas e aos quais podemos acrescentar efeitos, stickers, texto… enfim, as possibilidades são mais que muitas, assim haja imaginação. Penso que são uma boa ferramenta para ir partilhando momentos do dia que não achemos que são relevantes o suficiente para fazer uma atualização normal, mas que gostaríamos de partilhar na mesma. Com esta ferramenta do Instagram, tenho também partilhado algumas coisas extra-livros.

E é isto. Penso que a presença nas redes sociais é um aspeto importante quando se deseja divulgar o nosso trabalho, mas acima de tudo para mim tem valido pela interação e pela partilha da minha vida de leitora e do que se vai passando no mundo dos livros.


Sobre Célia

Tenho 35 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.