Home / Artigos / Refletindo sobre… (11)

Refletindo sobre… (11)

Refletindo

À hora a que este texto for publicado, vocês estão provavelmente (e muito bem) ainda a digerir a refeição da Consoada e a prepararem-se para o almoço do Dia de Natal. É quase certo que tudo o que vos ocupa extra-Internet seja muito mais interessante, estejamos nós a falar de comida ou do gozar das prendas recebidas ontem. Para o caso de vos apetecer fugir um pouco daquele familiar chato e ler um bocadinho sobre livros, têm aqui uma boa (e rápida) oportunidade.

Hoje queria falar-vos um pouco sobre o planeamento de leituras. Até hoje, o máximo que tenho feito em relação a isto são listas tentativas do que vou ler no mês seguinte. Para dizer a verdade, não tenho grandes critérios: vou tentando encaixar os livros que me chegam de parcerias, aos quais normalmente dou prioridade, e os restantes são livros meus que ou comprei muito recentemente e quero ler JÁ ou então outros que regressaram à minha atenção por alguém os ter referido. Por norma, vou conseguindo cumprir as listas definidas, sem me chatear muito se isso não acontecer.

Para 2018, estou cheia de ideias e projetos. Já me inscrevi em alguns desafios de leitura que me farão ir às catacumbas das minhas prateleiras buscar livros esquecidos, tenho um projeto para praticamente o ano inteiro que vou revelar daqui a alguns dias e fiz também uma lista de 12 livros que quero MESMO ler em 2018. Hesitei em partilhá-la aqui, com receio de um falhanço total, mas depois refleti e achei que pode ser uma boa forma de me motivar. A ideia será ler um destes livros por mês, eventualmente pela ordem seguinte, mas ainda sem certezas. Aqui está a lista:

  1. A Mão Esquerda das Trevas – Ursula K. Le Guin
  2. Manual para Mulheres de Limpeza – Lucia Berlin
  3. Húmus – Raul Brandão
  4. Os Buddenbrook – Thomas Mann
  5. Será que os Androides Sonham com Ovelhas Elétricas? – Philip K. Dick
  6. Somos o Esquecimento Que Seremos – Héctor Abad Faciolince
  7. 2666 – Roberto Bolaño
  8. Os Dez Livros de Santiago Boccanegra – Pedro Marta Soares
  9. Norte e Sul – Elizabeth Gaskell
  10. Os Enamoramentos – Javier Marías
  11. Memórias Póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis
  12. 4 3 2 1 – Paul Auster

Eu sei que planear leituras não funciona para muita gente. Compreendo que a decisão com alguma antecedência do que se vai ler pode funcionar no sentido inverso, ou seja, quando chega a altura apetece ler tudo menos aquilo que se projetou. Mas acho que comigo vai funcionar porque sou uma leitora organizada (se é que este conceito existe), que gosta de registar com algum rigor e detalhe o que vou lendo. Sim, eu registo o número de páginas que leio todo os dias, por isso sou capaz de vos dizer que livro estava a ler num determinado dia e quantas páginas li. Tenho um Excel maravilhoso com essas informações todas! Manias de leitor, cada um tem as suas 🙂 (trabalho todos os dias com números e orçamentos, não posso deixar que se aplique o velho ditado “em casa de ferreiro, espeto de pau“).

Fica então o desejo para 2018 de conseguir cumprir os planos traçados. Vai ser giro chegar ao final do ano e comparar o planeado com o que realmente aconteceu! 


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.