Home / John Steinbeck / Novidade Livros do Brasil | Um Dia Diferente, de John Steinbeck

Novidade Livros do Brasil | Um Dia Diferente, de John Steinbeck

DiferenteTítulo: Um Dia Diferente
Autor: John Steinbeck
Pág.: 256
Data de Lançamento: 02.11.2017

A 2 de novembro a Livros do Brasil lançou Um Dia Diferente, um romance onde John Steinbeck regressa ao Bairro da Lata (Livros do Brasil, 2017), local inspirado pelos habitantes reais de Monterey, e aos dramas quotidianos daquelas personagens unidas por um destino sem esperança, no centro das quais se encontra o biólogo marinho conhecido por Doutor. Após o absurdo da guerra, ele procura retomar a normalidade da vida dedicando-se à recolha e venda de animais marinhos. Até que da água lhe surge uma outra imagem de salvação: na figura da linda e impulsiva Suzy.

Sinopse: Com o deflagrar da Segunda Guerra Mundial, o biólogo marinho que todos conhecem por Doutor é mobilizado. Não é exatamente o mesmo homem que volta a Cannery Row um par de anos mais tarde, mas Cannery Row não é também o mesmo bairro. O Laboratório Biológico tem a porta empenada pela humidade e o interior repleto de pó e bolor. Dora, a madame, morreu durante o sono, deixando o bordel nas mãos da sua irmã Fauna. Henri, o pintor, abandonou a cidade intempestivamente, e não foi o único. Parece que só Mack ficou onde estava, procurando pôr as coisas em ordem. 

Sobre o autor: John Steinbeck nasceu em Salinas, na Califórnia, em 1902, numa família de parcos haveres. Chegou a frequentar a Universidade de Stanford, sem concluir nenhuma licenciatura. Em 1925 foi para Nova Iorque, onde tentou uma carreira de escritor, cedo regressando à Califórnia sem ter obtido qualquer sucesso. Alcançou o seu primeiro êxito em 1935, com O Milagre de São Francisco (Tortilla Flat na edição original), confirmado depois, em 1937, com a novela Ratos e Homens. A sua ficção está marcada por uma imensa preocupação com os problemas dos trabalhadores rurais e também por um grande fascínio para com a terra. Em 1939, publicaria aquela que, por muitos, é considerada a sua obra-prima, As Vinhas da Ira. Entre os seus livros, destacam-se ainda os romances A Leste do Paraíso (1952) e O Inverno do Nosso Descontentamento (1961), bem como Viagens com o Charley (1962), em que relata uma viagem de três meses por quarenta Estados norte-americanos. Recebeu o Prémio Nobel da Literatura, em 1962. Faleceu em Nova Iorque, a 20 de dezembro de 1968.


Sobre Célia