Home / Célia / Opinião: Ladybug Miraculous – A Fúria da Tempestuosa

Opinião: Ladybug Miraculous – A Fúria da Tempestuosa

TempestuosaAutor: ZAG Heroes
Título Original: Stormy Weather
Editora: Nuvem de Letras
Páginas: 80
ISBN: 9789896653002
Tradutor: Lucília Filipe
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: O concurso para eleger a nova apresentadora de meteorologia da Kidz+ já tem vencedora: é a Mireille! A outra finalista, a Aurora Beauréal, fica muito ressentida, o que atrai a atenção do Falcão-Traça. Este decide enviar-lhe um dos seus akumas. 

Opinião: À semelhança de O Poder da Lady Wifi, A Fúria da Tempestuosa traz-nos mais uma aventura dos jovens franceses Marinette e Adrien que, quando não estão a viver as suas típicas vidas de adolescentes, se transformam em super-heróis que lutam contra o maléfico vilão Falcão-Traça. Desta vez, a eleição de uma jovem para se tornar a nova apresentadora de meteorologia de um canal de televisão suscita sentimentos negativos na derrotada, o que é de imediato aproveitado pelo vilão. Aurora transforma-se, assim, em Tempestuosa, e promete utilizar os seus poderes meteorológicos para conseguir roubar os Miraculous da Ladybug e de Adrien.

O enredo é simples e baseia-se fortemente nas noções de luta do Bem contra o Mal, sendo o primeiro personificado por super-heróis que utilizam os seus disfarces para se tornarem em alguém corajoso e com capacidade para deixar de lado todas as suas inseguranças e fragilidades. Esta característica da história é mais ou menos transversal a todas as histórias de super-heróis, sendo que aqui a diferença é marcada pela idade dos protagonistas que, quando regressam às suas vidas normais, vivem o dia-a-dia típico de adolescentes, em que as paixões e as amizades ocupam grande parte do seu tempo. Precisamente por isto, penso que A Fúria da Tempestuosa (bem como a série televisiva de onde é proveniente) tem os ingredientes essenciais para cativar o seu público-alvo, podendo ser lido por fãs que desejem recordar este episódio ou por novatos neste universo que desejem entrar em contacto com o mesmo. O que fica, no final, é uma leitura divertida e cativante.


Sobre Célia