Home / 3/5 / Opinião: Nos Sapatos de Valéria | Elísabet Benavent

Opinião: Nos Sapatos de Valéria | Elísabet Benavent

ElísabetAutor: Elísabet Benavent
Título Original: En los zapatos de Valeria (2013) 
Série: Valeria #1
Editora: Suma de Letras
Páginas: 432
ISBN: 9789896652388
Tradutor: Sofia Goes
Origem: Recebido para crítica
Comprar aqui (link afiliado)

Sinopse: Valeria é uma escritora de histórias de amor. Valeria vive o amor de forma sublime. Valeria ama Adrian até que conhece Victor. Valeria tem de ser sincera consigo mesma. Valeria chora, Valeria ri, Valeria caminha… Mas o sexo, o amor e os homens não são objectivos fáceis. Valeria é especial. Como todas nós.

Opinião: O género chick-lit não é, definitivamente, a minha praia. Dito isto, não excluo automaticamente este tipo de livros da minha lista de leituras porque acho que é bom variar e, por vezes, pegar numa história mais leve – que é o que normalmente estes livros têm para oferecer. A série “Valéria”, da escritora espanhola Elísabet Benavent, tem sido um sucesso no país vizinho e chegou este ano a Portugal. Claramente inspirada na série televisiva “O Sexo e a Cidade” (a própria autora a refere algumas vezes neste e no segundo volume), Nos Sapatos de Valéria é o primeiro volume de uma série de cinco que acompanha um grupo de quatro amigas – Valéria, Lola, Carmen e Nerea – no seu dia-a-dia, com especial destaque para os relacionamentos entre elas e com os homens.

Depois do sucesso do seu primeiro livro, Valéria está com dificuldade em ter ideias para o segundo. O seu casamento de sete anos com Ádrian não está a ajudar, porque ambos encontram-se num ponto em que praticamente só se vêm à noite e apenas dormem juntos na mesma cama. As amigas tentam animá-la e ajudar a trazer de volta a antiga Valéria, mas ela sente-se frustrada com a situação do seu casamento e a falta de inspiração. Apesar de se centrar em Valéria – e de ser narrado por esta personagem na primeira pessoa – o livro muda por várias vezes o foco da narrativa, o que é não só refrescante como ajuda a dar mais dimensões às amigas da protagonista, todas elas diferentes entre si. Estas características diferenciadas ajudam, certamente, a que a leitora se identifique com mais facilidade com pelo menos uma das amigas.

Quando Valéria conhece outro homem e começa a sentir-se atraída por ele, naturalmente questiona o estado do seu casamento. Nem sempre concordei com as atitudes dela, em especial no que toca à falta de comunicação com o marido. Há problemas enormes que se resolveriam tão facilmente com uma conversa franca. Mas as coisas são como são e eu tento julgar o mínimo. O rumo que o enredo toma fez-me pensar acerca dos limites ténues de uma traição e da forma como a imaturidade e a falta de comunicação são muitas vezes os grandes catalisadores dos fins das relações, mais do que as traições propriamente ditas.

Nos Sapatos de Valéria tem uma forte componente sexual, com descrições explícitas. Acho que a autora lidou bem com a tensão destas cenas, ainda que com o avançar da narrativa comece a cansar um bocado. A ausência de um final feliz serve, a meu ver, para que existam mais coisas para contar nos volumes seguintes, mas o rumo algo inesperado acaba por ser uma boa notícia.

No final de contas, foi uma leitura leve e divertida que, sem ser nenhum prodígio em termos de escrita ou narrativa, entretém e proporciona horas de leitura descontraídas.

Classificação: 3/5 – Gostei 


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.