Home / 5/5 / Opinião: Ao Fechar a Porta | B.A. Paris

Opinião: Ao Fechar a Porta | B.A. Paris

ParisAutor: B.A. Paris
Título Original:
 Behind Closed Doors (2016)
Editora: Editorial Presença
Páginas: 264
ISBN: 9789722360593
Tradutor: Marta Mendonça
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Quem não conhece um casal como Jack e Grace? Ele é atraente e rico. Ela é encantadora e elegante. Ele é um hábil advogado que nunca perdeu um caso. Ela orienta de forma esmerada a casa onde vivem, e é muito dedicada à irmã com deficiência. Jack e Grace têm tudo para serem um casal feliz. Por mais que alguém resista, é impossível não se sentir atraído por eles. A paz e o conforto que a sua casa proporciona e os jantares requintados que oferecem encantam os amigos. Mas não é fácil estabelecer uma relação próxima com Grace… Ela e Jack são inseparáveis. Para uns, o amor entre eles é verdadeiro. Outros estranham Grace. Por que razão não atende o telefone e não sai à rua sozinha? Como pode ser tão magra, sendo tão talentosa na cozinha? Por que motivo as janelas dos quartos têm grades? Será aquele um casamento perfeito, ou tudo não passará de uma perfeita mentira?

Opinião: Ah, as maravilhas de ler um livro de uma assentada. Há muito tempo que não me acontecia, um livro tirar-me o sono e fazer-me ficar completamente agarrada às suas páginas, ávida de saber o desfecho da história. Ao Fechar a Porta, thriller de estreia da autora franco-irlandesa B.A. Paris, conseguiu esse feito.

Quando a história se inicia, conhecemos Jack e Grace, o casal perfeito. Num jantar com amigos em casa dos dois, tudo é maravilhoso: a refeição, cozinhada por Grace, é requintada e primorosa; a conversa elevada; o casal, um modelo de perfeição admirado sem rodeios pelos seus pares. Mas nem por isso o leitor deixa de sentir, logo desde o início, que algo não está bem. Aliás, desde cedo que a natureza da relação entre Jack e Grace fica mais ou menos definida, restando ao leitor ir descobrindo, ao longo das páginas, a dimensão do terror deste relacionamento.

Optando por uma narrativa que alterna presente e passado através da voz de Grace, B.A. Paris vai revelando, passo-a-passo, como Jack e Grace se conheceram e como Millie, a irmã de Grace portadora de Síndrome de Down, foi peça essencial no dia-a-dia doentio que Grace descreve quando acompanhamos a sua vida presente. Aliás, a relação entre as irmãs surge, e muito bem, como contraponto ao que Grace sente em relação a Jack e funciona como farol de esperança para a situação complicada em que Grace se encontra.

Ao Fechar a Porta é um livro construído em volta dos extremos da violência psicológica, e que por isso vive da credibilidade que consegue gerar na descrição das personagens principais e das relações entre elas. E isso está muito bem feito. A apontar um defeito, seria talvez a necessidade de um pouco mais de tridimensionalidade na personalidade de Jack, cuja malvadez intrínseca parece por vezes um pouco caricatural. Mas essa ideia surgiu-me após refletir um pouco sobre o que tinha acabado de ler, porque a verdade é que, enquanto a leitura decorria, não conseguia pensar em mais nada para além da necessidade que tinha em saber qual seria o desfecho da história e o destino das personagens. O final é muito satisfatório e possui contornos perversamente deliciosos.

Em suma, foi uma leitura perturbadora, absorvente e trepidante, que me conseguiu prender do início ao fim, sem nunca apresentar momentos menos interessantes. Dos melhores thrillers psicológicos que já li e uma das melhores leituras do ano até agora! Recomendo.

Classificação: 5/5 – Adorei

Nota: Para mais informações sobre Ao Fechar a Porta, clica aqui.


Sobre Célia

  • Pingback: Leituras de 2017 - Estante de Livros()

  • Desde que este livro foi publicado, no ano passado, que tenho ouvido maravilhas sobre ele!! E a cada opinião que leio, fico cada vez mais curiosa (foi o caso da sua hahaha)! Tenho mesmo de comprar este livro e de o ler!!

    Soube que o novo livro da autora vai ser publicado nos EUA este mês e só espero que a Editorial Presença e venha a publicar entretanto também!!

    Beijinhos,
    Carolina – http://leiturasdacarolina.blogspot.pt/

    • CeliaCM

      Acho que vais gostar, Carolina 🙂