Home / 11x17 / Opinião: A Pecadora | Tess Gerritsen

Opinião: A Pecadora | Tess Gerritsen

TessAutor: Tess Gerritsen
Título Original:
 The Sinner (2003)
Série: Rizzoli & Isles #3
Editora: 11×17
Páginas: 408
ISBN: 9789722521956
Tradutor: Maria Filomena Duarte
Origem: Comprado

Sinopse: Os corpos de duas freiras, vítimas de violência brutal, encontrados no solo sagrado da Capela da Nossa Senhora da Luz Divina conduzem a médica-legista Maura Isles e a detective Jane Rizzoli para o centro da investigação. Não vai ser fácil encontrar uma explicação para aquele cenário brutal, pois as freiras vivem em clausura, no convento, não tendo contactos com o exterior. Para adensar o mistério, Maura Isles descobre, ao fazer a autópsia à irmã Camille, uma jovem de vinte anos, que esta dera à luz pouco antes de ser barbaramente assassinada. Quando é encontrado o cadáver mutilado e irreconhecível de uma mulher num prédio abandonado, as investigações mudam de rumo. Começa então a desvendar-se a tenebrosa relação entre as mortes e, à medida que segredos há muito esquecidos vêm à superfície, descobre-se que o que está por detrás destes crimes é um acontecimento mais terrível do que alguma vez imaginaram…  

Opinião: A Pecadora, terceiro volume da série Rizzoli & Isles, traz-nos de novo à companhia da detetive Jane Rizzoli, que desta vez reparte o protagonismo com a médica legista Maura Isles. A investigação sobre um ataque a duas freiras num convento, que deixa uma morta e a outra gravemente ferida, junta as duas personagens principais, enquanto as vidas pessoais das duas continuam a apresentar desenvolvimentos importantes.

No caso de Maura, a autora aproveita para deixar cair um pouco a máscara da Rainha dos Mortos, como é apelidada, para revelar uma mulher ferida pelo amor e que, também por isso, prefere a frieza ao extravasar das emoções que tantas mágoas já lhe trouxe. Ao contrário dos dois primeiros volumes, desta vez a ação decorre num inverno rigoroso, onde a neve marca presença regular, e, não sei se propositadamente ou não da parte da autora, isso condiz na perfeição com a frieza exterior de Maura.

O caso policial aqui apresentado foi refrescante, na medida em que Tess Gerritsen optou por deixar de lado o Cirurgião – e bem, quanto a mim, ainda que acredite que poderá fazer uma aparição futura. Várias questões são levantadas à medida que a investigação avança, nomeadamente a oposição entre a fé e a ciência ou a movimentação de dinheiro encapotado como voluntariado em países em vias de desenvolvimento. O caso não tem um desenvolvimento linear, o que considero positivo, apesar de alguns detalhes terem parecido algo forçados e de a sua resolução ter sido algo previsível.

Mas mesmo com algumas fragilidades, foi um livro que me divertiu. Parece estranho dizer isto, tendo em conta que a autora passa bastante tempo a descrever autópsias ou procedimentos cirúrgicos, mas se isso não vos fizer impressão têm aqui uma série com personagens interessantes e com casos policiais bem desenvolvidos. Li os três primeiros de rajada e por isso agora vou fazer uma pausa para não cansar, mas sem dúvida que é uma série à qual conto voltar em breve.

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia