Home / Arena / Opinião: O Meu Pai é o Melhor do Mundo

Opinião: O Meu Pai é o Melhor do Mundo

Pai

Com o aproximar do Dia do Pai, a 19 de março, são mais que muitas as sugestões dirigidas a miúdos e graúdos. E, se é certo que o pendor comercial tem vindo a aumentar nos últimos anos e que o Dia do Pai é todos os dias, não é menos verdade que é um dia que acaba por trazer associado a si um simbolismo especial.

Como mãe de uma criança, as minhas prendas preferidas são as que são feitas por ela, e as imperfeições próprias da idade tornam-se a coisa mais bonita do mundo. Penso que uma prenda que é feita e construída pela criança terá sempre muito mais valor, e se essa prenda contiver em si momentos e recordações importantes, o laço da paternidade tem tudo para sair ainda mais reforçado.

É isso que “O Meu Pai é o Melhor do Mundo” propõe: que a criança puxe pela imaginação e que, ainda que possa contar com ajuda de um adulto, construa um scrapbook repleto de fotografias, recordações e as formas como vê a relação entre ela e o pai.

Trata-se de uma edição cuidada e graficamente apelativa, com elementos coloridos e que apelam à criatividade da parte da criança, pelo que parece-me uma excelente sugestão de prenda para o Dia do Pai

Nota: Este livro foi-me disponibilizado pela respetiva editora, em troca de uma opinião sincera.


Sobre Célia