Home / 4/5 / [Opinião] Wayward Pines – Revolta, de Blake Crouch

[Opinião] Wayward Pines – Revolta, de Blake Crouch

25687162Autor: Blake Crouch
Título Original:
Wayward (2013)
Série: Wayward Pines #2
Editora: Suma de Letras
Páginas: 362
ISBN: 9789897220791
Tradutores: Isabel Veríssimo
Origem: Recebido para crítica

Sinopse: Aninhada entre montanhas perfeitas, a idílica cidade de Wayward Pines é um paraíso… se esquecermos a vedação electrificada e o arame farpado, os franco-atiradores que vigiam tudo permanentemente e a vigilância atenta que detecta cada palavra e cada gesto. Ethan Burke viu o mundo do outro lado. Ele é o xerife da comunidade e um dos poucos que conhecem a verdade.

Opinião: Depois da sua conturbada chegada a Wayward Pines, o agente secreto Ethan Burke descobre a verdade sobre o local e merece a confiança de David Pilcher, o mentor de todo o projeto que é aquela cidade, para se tornar no novo xerife. Com este novo posto vêm novas responsabilidades, mas ocupá-lo faz com que Ethan conheça de forma ainda mais aprofundada a realidade do que o rodeia e deseje utilizar o conhecimento de que dispõe para se voltar contra ele. A presença de uma vedação eletrificada, que impede a saída para o exterior, e a existência de câmaras que vigiam os movimentos dos moradores 24 horas por dia é algo com que Ethan se confronta e que quer aceitar, mas contra o qual tenta, ao mesmo tempo, lutar.

A duplicidade de posições de Ethan e onde reside a sua lealdade são os maiores pontos de interesse deste livro, na minha opinião. De uma forma simplificada, Ethan junta-se aos “maus” e denuncia o que sabe dos “bons”, enquanto o leitor fica sempre na dúvida sobre para que lado penderá a sua lealdade. A ação central é bem complementada com o retomar da sua vida em conjunto com Theresa, sua esposa, que já residia em Wayward Pines há 5 anos. Os dois tentam retomar a sua relação fragilizada pelo adultério de Ethan, num contexto completamente diferente, e é bastante interessante acompanhar o desenvolvimento desta situação.

À semelhança do primeiro volume da trilogia, também aqui o livro apresenta uma conclusão satisfatória para os novos elementos que foram surgindo, terminando de uma forma empolgante e que deixa uma vontade imensa de pegar no 3.º livro. É daqueles livros que muito dificilmente conseguimos parar de ler, pelo interesse que temos sempre em saber o que vai acontecer de seguida, ainda que a quantidade de revelações inesperadas aqui tenha diminuído um pouco. Este 2.º volume mantém bem o ritmo do primeiro e nunca parece ser desnecessário, como por vezes acontece às sequelas. Recomendo!

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante

 


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.