Home / 3/5 / [Opinião] A Cidade de Pedra, de George R.R. Martin

[Opinião] A Cidade de Pedra, de George R.R. Martin

13581302

A Cidade de Pedra (The Stone City) – Michael Holt encontra-se num mundo-encruzilhada, Greyrest, um local distante, onde vivem estranhos seres, e que serve de passagem aos viajantes que param para retemperar forças. Michael aguarda a chegada de uma nave humana para poder sair de Greyrest, enquanto passa os dias a lutar pela sua sobrevivência; estes relatos diários vão sendo intercalados com referências à sua vida passada, ao amor pelas estrelas, às suas inúmeras viagens e às pessoas que foi encontrando pelo caminho. A Cidade de Pedra, que dá título a esta história, é um local antigo, complexo, enorme e misterioso.

Como Martin refere na introdução desta história, esta pretendia sugerir que “quando nos afastávamos o suficiente de casa, a racionalidade, a casualidade e as leis físicas do próprio universo começam a desmoronar-se”, por isso aqui o tema da saudade de casa, por contraposição ao apelo inevitável do viajar e conhecer, é central. Em todas as histórias que leio deste autor, sejam elas mais ou menos longas, a caracterização do espaço e a contextualização são bastante detalhadas e verosímeis, e A Cidade de Pedra não é exceção. É uma história um pouco introspetiva, por vezes algo estranha, e o facto de achar que o espaço dedicado ao desenvolvimento da personagem principal poderia ter sido maior não ajudou a que esta tivesse sido uma das minhas histórias preferidas do autor nesta coletânea. Ainda assim, vale a pena pela escrita e pela capacidade que o autor tem em nos fazer acreditar nos seus mundos inventados.

Classificação: 3/5 – Gostei

Post geral sobre a coletânea

Outros contos nesta coletânea:


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.