Home / 3/5 / [Opinião] Witness in Death, de J.D. Robb

[Opinião] Witness in Death, de J.D. Robb

13763833Autor: J.D. Robb
Ano de Publicação: 2000
Série: In Death #10
Páginas: 464

Sinopse: It is 2059, and New York City homicide lieutenant Eve Dallas’s husband, Roarke, is producing a revival of Agatha Christie’s thriller Witness for the Prosecution. On opening night, when the villainous character Leonard Vole gets his just deserts, someone substitutes a kitchen knife for the prop knife, and the actor, Richard Draco, is stabbed through the heart. Trouble is, in time-tested British mystery fashion, everyone in the cast had good reason to despise Richard, a misogynist who seduced and discarded beautiful young women, including one whom he knew to be his daughter. It’s up to Eve to solve the case, an emotionally difficult task as she is no stranger to incest herself: she was beaten and raped by her father before she managed to escape him. As Eve fights to keep her head above water, she tries to bond at a deeper level with Roarke, so that her future will heal the pain of her past.
 

Opinião: The Witness for the Prosecution, um famoso conto transformado em peça de teatro, da autoria de Agatha Christie, é o ponto de partida do décimo volume da série In Death, de J.D. Robb. Eve e Roarke vão assistir a uma adaptação desta história no teatro e, na noite de estreia, um ator é morto em palco quando a faca falsa usada na produção é substituída por uma verdadeira e a ficção acaba por se transformar em realidade.

Certamente como homenagem a Agatha Christie, J.D. Robb escreveu aqui um romance policial ao jeito da Rainha do Crime, com um assassínio fora do comum, vários possíveis suspeitos e várias voltas e reviravoltas. Para quem conhece as histórias de Agatha Christie, o desenlace não será provavelmente uma grande surpresa, mas ainda assim esta adição à série, de certo modo fora dos moldes das histórias que nos têm sido apresentada, foi  refrescante.

As personagens continuam a evoluir: Eve mantém-se atormentada pelo passado, e alguns contornos do caso que se encontra a investigar instigam várias más recordações; também a relação entre Eve e a sua ajudante Peabody conhece desenvolvimentos, com avanços e recuos tanta na relação profissional como pessoal. A relação entre Eve e Roarke continua a enfrentar algumas dificuldades, sendo o foco deste volume a necessidade de haver esforço e novidade para manter uma relação saudável.

Mais uma vez, gostei de continuar a ler esta série. Para continuar a acompanhar.

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.