Home / 1/5 / [Opinião] Casamento em Veneza, de Elizabeth Adler

[Opinião] Casamento em Veneza, de Elizabeth Adler

6172142Autor: Elizabeth Adler
Título Original:
Meet Me in Venice (2007)
Editora: Quinta Essência
Páginas: 320
ISBN: 9789898228040
Tradutor: Inês Castro
Origem: Comprado

Sinopse: Apesar de viver na cidade mais romântica do mundo, Precious Rafferty nunca se apaixonou perdidamente. Até que conhece Bennett James. Estará na altura de se deixar, finalmente, arrebatar pelo romantismo e ter o casamento dos seus sonhos em Veneza? Do outro lado do mundo, em Xangai, Lily Song, prima de Precious, guarda um valioso e perigoso segredo de família. Quando Lily suplica a Preshy que se encontrem em Veneza e a alerta para os perigos que corre, a vida de ambas vai mudar para sempre. Entretanto, em Paris, Precious conhece o escritor Sam Knight, um homem cativante, mas desencantado com a vida. Precious sente Sam cada vez mais próximo de si e receia que ele esteja também enredado nesta emaranhada teia de perigo e desejo. Será que Sam também não é quem aparenta ser? Esconderá algum segredo terrível? Em Veneza, Precious terá de serpentear através de um labirinto de traição e sedução para descobrir a quem poderá confiar, de uma vez por todas, o seu coração… e a sua vida. Empolgante, exuberantemente descritivo e inteligente, Casamento em Veneza é um jogo do gato e do rato com muitas reviravoltas e romances arrebatadores. A mestria narrativa de Elizabeth Adler no seu melhor.

Opinião: Parti para esta leitura com muitas reticências, porque a sinopse me pareceu bastante desinteressante, mas com uma esperança ténue de acabar por ser surpreendida. Não fui, e se por um lado isso se traduziu em mais uma leitura que nada acrescentou, por outro percebo que vou conseguindo filtrar cada vez mais aquilo que tem potencial para me agradar ou não, o que, convenhamos, é uma característica importante para quem quer ler todos os livros interessantes que existem.

Casamento em Veneza decorre em três cidades: Paris, Veneza e Xangai, tendo como personagens principais as primas Precious e Lily, ambas negociadoras de antiguidades, mas que nunca se conheceram. O elo de ligação entre as duas acaba por ser o vigarista Bennett James e um valioso colar de família. E com base nisto a autora constrói uma história que junta elementos românticos a elementos policiais, mas que acaba por ser tão fraco nas duas vertentes que o resultado é uma grande salganhada. Eu juro que tentei, mas não me consigo lembrar de uma coisa que seja neste livro que me pareça valer a pena o tempo gasto. As personagens são tão unidimensionais que chega a ser doloroso, o enredo é tão previsível que nem merece a referência a elementos policiais, e a escrita é tão básica que fiquei com a sensação que eu podia ter escrito este livro.

Olhando para as classificações no Goodreads, pelos vistos este não é o melhor livro da autora, mas foi sem dúvida suficiente para eu perceber que não quero voltar a repetir a experiência. Entretanto, vou ficar aqui a tentar perceber como é que esta autora tem 11 (!) livros publicados em Portugal.

Classificação: 1/5 – Não Gostei


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.