Home / 3/5 / [Opinião] Dust, de Hugh Howey

[Opinião] Dust, de Hugh Howey

17980416Autor: Hugh Howey
Ano de Publicação:
2013
Série: Silo #3
Páginas: 471

Sinopse: Jules knows what her predecessors created. She knows they are the reason life has to be lived in this way. And she won’t stand for it. But Jules no longer has supporters. And there is far more to fear than the toxic world beyond her walls. A poison is growing from within Silo 18. One that cannot be stopped. Unless Silo 1 step in.

(aviso: esta opinião contém pequenos spoilers em relação aos dois livros anteriores)

Opinião: No primeiro volume da série “O Silo”, conhecemos o Silo 18, num mundo pós-apocalíptico em que as pessoas vivem em silos debaixo da terra, sem poderem sair ao exterior devido ao ar tóxico; no segundo volume, Hugh Howey volta atrás no tempo algumas centenas de anos para explicar a origem dos silos, fazendo a linha temporal do final do segundo volume coincidir com o final do primeiro. O terceiro volume inicia-se imediatamente após o final dos dois volumes anteriores e pretende relatar o que sucedeu após o regresso de Juliette ao Silo 18, enquanto Donald, no Silo 1, fazia os possíveis por reverter as consequências trágicas do projeto que deu origem à construção dos silos e no qual esteve envolvido.

Como referi na altura em que li os primeiros dois volumes, foram leituras que me agradaram bastante e, por isso, aguardava com expectativa a leitura deste terceiro e último volume para saber como tudo isto ia terminar. De um modo geral, foi um livro que me deixou com sentimentos mistos: por um lado, a escrita e os diálogos continuam a ser de muito boa qualidade e a descrição de ambientes claustrofóbicos e outros que tais bastante eficaz; por outro, acho que este 3.º volume tem alguns problemas de ritmo, uma vez que combina momentos verdadeiramente entusiasmantes com outros que se arrastam e nada parecem acrescentar ao desenvolvimento do enredo.

A conclusão, essa, acaba por ser um pouco como o resto do livro: satisfatória assim-assim. O final não é um final feliz, mas também não é triste; é suficientemente aberto para que o leitor possa deixar à sua imaginação o que aconteceu depois (como o autor afirma na nota final) mas também deixa várias pontas soltas – demasiadas até – que deixam espaço aberto para possíveis sequelas, spin-offs e afins.

Apesar disso, o balanço é positivo. Achei Dust o mais fraco dos 3 volumes, mas ainda assim um livro cativante e que não poderá deixar de ser lido por quem leu e gostou dos dois anteriores. De um modo geral, uma trilogia bem escrita, com uma história e personagens cativantes e que se distingue pela positiva dentro da ficção pós-apocalíptica que tenho lido.

Classificação: 3/5 – Gostei


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.