Home / 4/5 / [Opinião] Milagre, de R.J. Palacio

[Opinião] Milagre, de R.J. Palacio

18214022Autor: R.J. Palacio
Título Original:
Wonder (2012)
Editora: Edições Asa
Páginas: 364
ISBN: 9789895579655
Tradutor: Leonor Marques
Origem: Comprado

Sinopse: August nasceu com uma deficiência genética que faz com que o seu rosto seja completamente deformado. Quando nasceu os médicos não tinham esperança de que sobrevivesse, mas sobreviveu. Vários anos e muitas cirurgias depois, August vai, aos 10 anos, enfrentar o maior desfio da sua vida. A escola. 

Contado a várias vozes, é uma história emotiva das dificuldades que tem de superar uma criança com uma terrível deformação e um relato do milagre que é a vida.

Opinião: Este era mais um livro que vinha muito bem recomendado, por várias opiniões e pela sua classificação no Goodreads. À partida, tinha algumas dúvidas de que fosse um livro que me cativasse muito, por ter um protagonista pré-adolescente, mas as suas características particulares fizeram-me arriscar e, felizmente, o saldo foi bastante positivo.

August tem 10 anos e viveu toda a sua curta vida entre cirurgias e aulas em casa lecionadas pela mãe. A doença congénita fez com que os médicos duvidassem da sua sobrevivência em bebé, mas August mostrou uma resiliência fora do comum. Ao chegar à idade de entrar para o ensino básico, os pais julgam ter chegado a altura de August entrar numa escola, para poder conviver e aprender as mesmas coisas que um miúdo da sua idade. Contudo, o seu rosto cheio de cicatrizes e deformações são constantemente alvo de espanto e por vezes escárnio de quem se cruza com August e, por isso, a entrada na escola é um grande desafio para ele.

O livro é narrado do ponto de vista da personagem principal, mas inclui também pontos de vista de personagens que o rodeiam. Vamos assim acompanhando a difícil adaptação de August a esta nova vida, sabendo nós que, apesar de as crianças poderem ser muito cruéis, são também capazes de ver para além de preconceitos. É isso que esperamos que aconteça a August, que após as dificuldades consiga ser aceite e integrado. E, sem grande surpresa, é isso que acaba por acontecer. Mas, até lá chegar, torcemos por ele e ficamos encantados com a sua inteligência, sensibilidade, maturidade e capacidade de se rir de si próprio.

A narrativa é simples, para não destoar com a idade do protagonista (e bem), direta e eficaz. O livro lê-se num ápice, com capítulos curtos, que convidam a um incessante virar de páginas. No final de contas, gostei do tema principal do livro (a importância da beleza interior) e da forma como foi explorado, sem grande floreados mas com vários momentos emotivos, apesar de tudo acabar de uma forma talvez demasiado perfeita. Gostei e recomendo.

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 37 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.