Home / 4/5 / [Opinião] Immortal in Death, de J.D. Robb

[Opinião] Immortal in Death, de J.D. Robb

6307419Autor: J.D. Robb
Ano de Publicação: 1996
Série: In Death #3
Páginas: 324

Sinopse: She was one of the most sought-after women in the world. A top model who would stop at nothing to get what she wanted — even another woman’s man. And now she was dead, the victim of a brutal murder. Police lieutenant Eve Dallas put her professional life on the line to take the case when suspicion fell on her best friend, the other woman in the fatal love triangle. Beneath the facade of glamour, Eve found that the world of high fashion thrived on an all-consuming passion for youth and fame. One that led from the runway to the dark underworld of New York City where drugs could fulfill any desire — for a price . . . 

Opinião: Depois de ter lido e gostado dos dois primeiro livros da série In Death (Naked in Death e Glory in Death), foi uma decisão natural continuar a acompanhar as aventuras da polícia Eve Dallas neste terceiro volume. Eve prepara-se para dar um grande passo na sua vida pessoal: casar. O estilista escolhido para fazer o seu vestido é o mais recente namorado da sua melhor amiga, Mavis, mas os dois vêm-se implicados no assassinato da ex-namorada dele, a famosa modelo Pandora, que aparece brutalmente morta no atelier do estilista. Os dois são suspeitos e, quando toma conta do caso, um dos objetivos de Eve é provar a inocência da sua amiga.

Achei que este livro consegue um bom equilíbrio entre o caso policial e o desenvolvimento não só das personagens principais, como várias das secundárias. O caso a resolver neste volume faz-nos entrar num mundo de glamour, drogas e sexo e faz do desejo de prolongar a beleza e a juventude um dos seus temas principais; os desenvolvimentos mantêm o leitor agarrado à história e o desfecho inesperado dá-lhe o toque especial que sempre se deseja de um policial. A nível de personagens, conhecemos um facto importante da vida passada de Eve e continuamos a partilhar a sua dificuldade em aceitar a felicidade pura que advém do amor e da amizade; mas temos também oportunidade de conhecer mais sobre o mordomo antipático de Roarke e de acompanhar o companheirismo que se desenvolve entre Eve e Peabody, a sua ajudante. Continuo é a não ficar plenamente convencida pelo casal protagonista e pela conveniência como alguns acontecimentos se vão desenrolando. 

Mas, de uma forma geral, é um policial-romance emocionante, bem escrito e interessante, que, na minha opinião cumpre muito bem os objetivos a que se propõe. Uma série para continuar a seguir.

Classificação: 4/5 – Gostei Bastante


Sobre Célia

Tenho 36 anos e adoro ler desde que me conheço. O blogue Estante de Livros foi criado em Julho de 2007, e nasceu da minha vontade de partilhar as opiniões sobre o que ia lendo. Gosto de ler muitos géneros diferentes. Alguns dos favoritos são fantasia, romances históricos, policiais/thrillers e não-ficção.